sexta-feira, 10 de julho de 2015

Quase lá

Uma fotografia antiga
desbotando a cada dia.
Vivendo na prática a diferença
da vida planejada na teoria.

Se tiver medo não tenha,
não me pergunte como.
Todos dizem que é impossível,
mas estou aqui desmentindo.

Noites mal dormidas
perseguindo estrelas até o sol chegar.
Cantando baixo que quem não sabe ser um bom ímpar 
não consegue ser um bom par.

Se não tiver coragem então tenha,

não me pergunte como.
Pra todo dia que nasce
uma noite tem que morrer.

Não me interprete mal,

eu tenho em mim a teimosia
de tentar a mesma coisa da mesma forma
e esperar resultados diferentes,
mas sou fiel a persistência
não se trata de cair e sim de conseguir levantar,
é que minha história me tornou guerreiro,
e minhas escolhas
mestre na arte de recomeçar.

Nenhum comentário: