quinta-feira, 30 de abril de 2015

Tempestade

Eu sou a tempestade
que leva para longe seus pensamentos,
que sopra palavras de dias como deveriam ser.
Eu sou a tempestade
que você espera para se molhar,
que cai lentamente e beija seu corpo inteiro.
Eu sou a tempestade
que te faz lembrar dos desencontros,
que faz da primeira sempre a última chance.
Eu sou a tempestade
que ama o raio de sol,
que anoitece pensando no amanhecer.
Eu sou a tempestade
que preenche a falta que te faz viver um futuro bom,
que devasta as incertezas dos dias como são.
Eu sou a tempestade
que segura suas mãos e te chama pra dançar,
que escurece com a certeza que você vai me pedir pra ficar.
Eu sou a tempestade
que bagunça seu sentido,
te faz me querer longe e perto ao mesmo tempo,
te traz os sonhos que são reais por um momento.
Eu sou a tempestade
que agita seu mar,
que te abraça como se logo toda chuva fosse acabar.
Eu sou a tempestade
que persegue a eternidade dos filmes que acabam,
que vai parando devagar,
que passa por você mais uma vez,
e mesmo com saudade não sabe quando vai voltar.


sexta-feira, 24 de abril de 2015

O amor não usa relógio

Existe um mundo...
onde acordo do seu lado todos os dias,
não existem lembranças, não existe saudade, não existem vontades esquecidas,
somos eu, você e um mundo inteiro que não entende como a vida poderia ser.
Existe um mundo...
onde meu olhar se perde não no que poderia ser, mas no que é,
e nesse tempo de pessoas que fingem ser,
ser real é a única certeza que posso inventar.
Existe um mundo...
onde você nunca diz adeus,
não existe último beijo,
não existem chances que se perdem,
nem sorriso mais bonito que o seu.
Existe um mundo...
que pintamos de uma cor qualquer,
quem iria prestar atenção na cor do céu
quando seus olhos castanhos roubam toda atenção?
Existe um mundo...
onde minhas mãos fazem parte do que te faz se sentir segura,
e meu abraço é o lar que afasta seus medos,
e tudo que eu digo se faz silêncio
por ser desnecessária qualquer palavra.
Existe um mundo...
feito de momentos eternos
como quem beija na chuva,
como quem não conhece o último segundo,
afinal o amor não usa relógio,
e nesse mundo ele não precisa se preocupar,
não existe amanhã que apague o que vivemos hoje.

terça-feira, 7 de abril de 2015

Sunshine


Vai amanhecer saudade,
você me acha um louco eu sei.
Bom dia sunshine,
seja o que Deus quiser,
seja a resposta que vier,
a vida é esse mar,
cheio de ondas que afogam possibilidades,
cheio de ventos que levam barcos de sonhos.
Não saberia viver sem esse seu jeito simples
de achar tudo tão simples em mundo complicado.
Você me fala sobre como as coisas deveriam ser,
eu te falo sobre coisas que não fazem sentido para você,
nada se repete, nada é igual, ninguém é perfeito,
feche os olhos, é um lapso,
eu lembro de tudo,
mas só o agora é real.
Vai amanhecer seu sorriso dançando com o Sol,
eu não pretendo ser sua razão,
sou o sussurro que diz palavras bonitas no final.
Parte desse seu jeito forte é meu,
parte do que você é me faz ser quem eu sou,
e o inteiro do que resta resume uma história infinita
feita de dias intocáveis.
Eu te ligo sem nada pra falar,
invento algum motivo,
só queria ouvir sua voz,
te sentir perto,
ouvir como você insiste em me chamar,
ser mais seu sem que você perceba,
afinal ser mais ou ser menos
é uma decisão que nunca vamos entender.
Não me importo em ser seu esconderijo,
seu braço forte quando tudo não vai bem,
sua distração em meio ao furacão de coisas que acontecem,
sua sintonia aparente,
sua dose diária de como o amor deve ser.
Bom dia sunshine,
estou antecipando o amanhecer,
talvez saudades de você,
muita certeza sangra as surpresas do que pode acontecer,
e não sou feito de promessas,
sou feito de viver,
sou parte desse amanhecer,
sua parte favorita desse mundo que não pára de girar,
o brilho do Sol que você sempre vai lembrar.