sexta-feira, 6 de junho de 2014

Relógio não se apresse



Eu te espero,

espero com a esperança de um viajante

que aguarda pelo trem.

Eu te espero,

fico do seu lado durante a tempestade,

seguro sua mão e te abraço,

pra que você saiba que logo os relâmpagos vão passar.

Eu te espero,

não me importa o tempo que passe,

nada se compara ao sonho de poder acordar todos os dias ao seu lado,

te fazer a mulher mais feliz.

Eu te espero,

falo de você sem querer,

deixo que todos saibam que existem mil motivos

para que eu esteja tão apaixonado por você.

Eu te espero,

imagino nossas vidas em alguns porta-retratos,

dedico meus sonhos

como alguém que pula sem saber a altura,

arriscando tudo que tem,

pois de nada vale o mundo inteiro

sem seu sorriso acanhado.

Eu te espero,

como alguém que vai ficar depois das brigas,

alguém que vai estar do seu lado olhando em seus olhos

e dizendo que te amar é uma dádiva nobre demais

para desistir.

Eu te espero,

com as palavras que não sei dizer,

com alguma piada pra disfarçar seu jeito tímido,

com um coração frágil de quem já se machucou demais,

mas que sem medo se entrega sem reservas a você.

Eu te espero,

e não se preocupe,

eu não quero um relógio que se apresse,

nem dias que não passem,

eu só quero você,

quero poder viver o tempo que se torna inesquecível,

e eu sei que isso só pode ser real ao seu lado,

por isso espero,

espero você.

Nenhum comentário: