sexta-feira, 6 de junho de 2014

Não precisa se despedir



Eu escrevo sobre sonhos que não se realizam,

eu olho em teus olhos e vejo um adeus,

eu queria segurar suas mãos e pedir pra ficar.

Amanhã será um dia difícil,

e os minutos passarão como uma semana de chuva,

gotejando cada instante sem você.

Eu sei que você vai pensar em mim,

vai sonhar o que antes eram apenas meus sonhos,

por saber que existe muito amor aqui,

e todo ele anseia em te ter.

Machuca mais o seu bem querer,

do que o mal me quer,

machuca mais ter ver tão linda,

do que o não te ver.

Eu e meu mundo a disposição,

você dando mil voltas sobre os mesmos passos

em uma ilha pequena.

Pensei durante todos esses dias,

sobre os motivos das melhores coisas que acontecem,

vi que não existiam poesias,

não existiam palavras ditas,

existia apenas o inexplicável,

e isso é o que machuca,

isso é o que faz com que você se distraia e pense em mim,

é sua escolha indecisa,

é o dizer adeus lentamente para amores que duram toda vida.

Mesmo com os calendários que passam,

esperar perde o sentido,

quando quem parte não diz se vai voltar,

então não sei até quando a porta ficará aberta,

nunca fui bom com promessas,

mas não se culpe

e não precisa se despedir.

Nenhum comentário: