sexta-feira, 6 de junho de 2014

Certeza



Eu vi nos seus olhos a chance de me encontrar por completo,

e eu vi que melhor que as tentativas são as certezas.

Eu segui seus passos, me perdi em seu sorriso,

e enquanto o mundo pergunta sobre velocidade,

vivemos tudo que foi feito para viver,

sem sequer olhar para trás.

Nunca procurei um porto seguro,

nunca me perguntei sobre as coisas que passam,

nunca tentei imaginar as coisas possíveis,

mas em você vejo o céu pintado da cor da parede do nosso quarto,

vejo nossos filhos correndo na sala quebrando os seus vasos,

vejo minhas risadas em piadas que só eu acho graça.

Em um minuto tudo o que mais importa não são as coisas que falamos,

mas sim as coisas que sentimos,

e eu sinto todo o amor que existe destilando até transbordar,

inundando tudo que eu pensava ser apenas eu,

e me tornando cada vez mais parte de nós,

parte do que é eterno,

parte do que não é apenas um desejo

e sim uma certeza,

como olhar o Sol e sentir seu calor,

como olhar o céu e ver em seus olhos um brilho mais intenso.

Agora não são expectativas,

são seus beijos, seu cheiro, seu jeito,

e tudo que em você me encontro,

tudo que em você descordo,

tudo que em você me faz te querer ao meu lado

por toda minha vida.

A aliança em nossos dedos sempre será um mero adereço,

comparado ao que sinto, ao que sentimos,

e a tudo que vamos sentir.

Não me importo com o vento,

não me preocupa às tempestades,

não sou medido pelo medo,

não temo nenhuma adversidade,

já não somos apenas um laço,

somos uma corda dobrada,

uma corrente entrelaçada,

um corpo apenas,

que com mil defeitos vai se lapidando

até se tornar diamante,

até se tornar luz perfeita,

até que a eternidade nos separe

Nenhum comentário: