sábado, 26 de novembro de 2011

Uma menina


Como alguém que se distrai,
ela fica desenhando nuvens,
esperando alguém que penteie seus cabelos,
apenas uma menina,
esperando uma carta de um amor inventado.
O vento que sopra do sul e afasta o calor,
é quase um beijo pra quem mora no vale,
e ela voa como uma flor no vento,
esperando cair no jardim certo.
Apenas uma menina,
com suas bonecas,
brincando de um mundo perfeito.
Quantas letras são necessárias,
para formar uma frase de amor?
Quanto sentido é preciso,
para deixar de ser ideal?
Apenas uma menina,
usando seus lápis coloridos,
esboçando seu final feliz,
seu príncipe,
e seu filme favorito.
Como alguém que se distrai,
sem notar que o tempo é o carrasco mais cruel,
que não gosta de crianças,
que passam a vida inteira,
brincando de casinha,
ela tenta acreditar que o romantismo da imaginação,
é mais importante,
do que a vida real.
Mas ela é apenas uma menina,
que espera do mundo,
espera de todos,
espera um amor,
e esperando se distrai,
enquanto a vida real vai passando sem ela notar.

Nenhum comentário: