quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Contas à pagar


Tiro um dia da semana,
pra rasgar as contas à pagar,
não sei se visito minhas lembranças,
ou se deixo a bagunça por assim estar.
Eu empilhei minhas decepções,
e quase me soterrei,
a pior derrota é não ter a quem culpar,
e já vão pelo ralo vinte e poucos anos,
sem muito ter feito, sem muito o que dizer,
ouvindo promessas na tv,
ouvindo minha voz ecoando em minha mente,
dizendo que tudo um dia será como deveria ser.
Respiro o mesmo ar que assassinos e covardes,
rio das piadas de um estuprador,
olho no fundo dos olhos de um ladrão,
que amanhã pode me roubar,
e eu me pergunto o que é justo?
O que faz sentido nesse mundo de palavras pesadas,
e atitudes leves que evaporam no calor do momento?
Já não sei quem é mais covarde,
os que matam seus próprios sonhos por medo de viver,
ou os homicídas qualificados que mesmo na prisão,
não tendem a se arrepender,
talvez eu tire um dia da semana pra entender.
Encontrei na estante a resposta pra todas as perguntas,
incrível como o mais simples deixou de ser o mais importante,
e os dias felizes se tornaram feriados em um calendário,
e fomos escoando pela eternidade como perguntas retóricas,
por medo de descobrirmos a única resposta que vale a pena.
Mas vou tirar um dia da semana pra entender tudo isso,
mesmo que esse dia dure a vida inteira,
mesmo até que eu não consiga entender,
mas uma coisa eu tenho certeza...
Vou rasgar as contas à pagar,
afinal isso dura apenas algumas horas,
do dia da semana que irei tirar.

2 comentários:

Kiro Menezes disse...

Jamais perder a confiança...!

Amei o texto... Aprendo a libertar-se do que o impede de ser livre!

Beijos ♥

Lina disse...

Gosto muito do seu blog
mesmo, esmo.. será que vc aceita um desafio que impus no meu?
é um selinho chamado "esse blog é um doce" se aceitar tudo que tem a fazer é colar ele numa postagem, e falar mais sobre vc..

ficaria grata!
teus textos são maravilhosos.