quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Guarde seus conselhos


O mundo se fez madrugada,
e são tantas opiniões,
que se unem no intuito,
de preencher o vazio.
É que eu não peço conselhos,
minhas escolhas refletem,
meus erros e acertos,
bom não precisar culpar ninguém.

Se perder não é estar perdido,
é reconhecer que em algum momento se perdeu,
resolver problemas alheios,
é a qualidade dos que não conseguem resolver os seus.

O mundo se fez colorido,
mas as pessoas são sem cor,
na dança dos valores invertidos,
o que era simples perdeu o valor.
É que poderíamos ser um livro,
mas somos um rascunho,
do que um dia alguém sonhou,
já que na hora de escrever o final feliz,
a tinta da caneta acabou.

Um comentário:

Kiro Menezes disse...

Me arrepiou esse teu rascunhar! As rasuras do "nós" feita fato, em teus dizeres simples de quem se vê, e vê... de fato!