segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Quando lembro


Quando me lembro de tudo,
são frases sem valor,
pra expressar a gratidão,
por todas as vezes que me ajudou.

Tudo bem, tudo bem,
lá fora o mundo é incolor,
o que outrora era belo,
faz parte da lembrança,
do museu feito de tudo que já passou.

Quando me lembro de tudo,
sinto falta do seu calor,
hoje falam de dinheiro e emoção,
não vivem mais o amor.

Tudo bem, tudo bem,
eu sou tão culpado,
que tento me justificar,
como peregrino perdido,
com saudade do lar.

Nenhum comentário: