sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

Adeus culpa


É minha culpa ser uma anomalia,
que pertuba a função,
enquando o mundo gira em busca,
de palavras que convençam.
Os heróis de ontem,
traem como um vilão.
enquanto o mundo gira em busca,
de teorias que reinventam.

Estamos com a cabeça cheia,
levamos a culpa,
sem ter direito a inocência.
Temos o autofalante,
mas não temos autonomia.

É minha culpa ser uma opinião,
que lhe fere a indiferença,
enquanto o mundo gira em busca,
das chaves que libertam.
Os médicos de ontem,
hoje morrem de doença,
enquanto o mundo gira em busca,
de sua própria consciência.

Nenhum comentário: