domingo, 8 de novembro de 2009

Enquanto ela dorme

Minha pequena dorme,
e não sei se sonha com o menino que quer faze-la feliz,
e ama-la do jeito que ela sempre quis.
Minha pequena dorme,
e com ela minha vontade de ser dela,
de ficar com ela,
como alguém que se encontra ao se perder,
como alguém que desaprendeu a esquecer.
Minha pequena dorme,
e eu sei,
ela não pensa em mim como penso nela,
não sente por mim o que sinto por ela,
nem pretende fazer de mim,
uma de suas razões que alegrem seu dia,
mas das coisas que importam,
eu só me importo,
em não sentir falta dela essa noite,
por isso me dedico por inteiro,
dando em forma de presente meus momentos,
porque enquanto ela dorme,
eu escrevo palavras repetidas,
que falam de um sentimento que ela não sente,
nem consegue entender.
Mas é que enquanto o mundo se esforça para convence-la,
sobre como a vida deve ser,
eu apenas tenho a certeza que viveria minha vida toda com ela,
porque o mundo requer respostas,
e eu só quero que ela saiba quem eu sou,
só quero que ela saiba que sou mais eu,
quando me dedico a ela,
quando faze-la feliz não faz mais parte do que era tanto faz,
e sim uma necessidade,
e sim parte dos dias em que tudo ao redor pára,
formando assim a menor divisão do tempo,
que para mim que tanto a quero,
é bem mais que minutos formando horas,
é quando a eternidade toca o momento,
quando sinto o corpo dela junto ao meu.
Ainda que acabe como um sonho ao acordar,
o meu amor foi tão intenso,
que de platônico seria impossível deixar pra lá,
seria impossível depois de uma noite ao lado dela,
não voltar pra casa sorrindo,
não ter a sensação de que ao encontra-la,
amar faz sentido quando tudo sofre, tudo crê, tudo espera e tudo suporta.
Mas isso tudo são palavras que ela vai ler ao amanhecer,
porque por enquanto ela dorme,
e por isso não pode ver todo meu amor sendo derramado por ela.
Por estar dormindo não consegue entender meus dias sem ser dela,
que vão passando lentos como se fizessem questão de dizer,
que chato mesmo, não é o que ela sente numa noite com a Lua linda,
chato é viver na esperança de encontra-la e não ver esse dia chegar.
Mas tudo bem,
logo vai amanhecer e ela vai acordar,
e então ela vai ver escrito no espelho do banheiro,
a frase de quem teve a certeza de que valeu a pena,
ter dedicado todo o tempo pra ama-la mesmo não tendo sido amado.
E então e só então,
ela vai acreditar nas verdades que desconfiava serem mentiras,
e vai entender que eu não desisti,
porque aprendi a diferença entre diamantes e pedaços de vidro,
e por isso ao encontra-la não jogaria fora a chance,
de sonhar sonhos de mãos dadas ao lado dela.
Mas enquanto isso,
durma minha pequena,
porque vou esperar você acordar,
ou então terei sido um sonho,
daqueles que te fazem acordar sorrindo.

Nenhum comentário: