terça-feira, 30 de junho de 2009

De volta à saudade

De volta aos dias de céu sem cor,
de volta aos momentos em que a alegria gera dor, de volta aos instantes lentos,
e ao tempo que insiste em não passar.
De volta ao coração apertado,
sorrisos de lado,
uma vida inteira pra refazer,
de volta ao sono que tarda a aparecer,
de volta ao meu mundo sem você.
De volta à multidão de solitários,
aos dias sem sentido,
de volta aos estilhaços de um coração partido,
aos gritos no silêncio da minha mente,
do contentar-se descontente,
do meu olhar dormente.
De volta ao calendário rabiscado,
de volta às lembranças guardadas no porta retrato,
de volta às palavras escritas na janela embaçada do meu quarto,
de volta ao tic-tac da saudade,
que faz de cada minuto, horas intermináveis.
De volta aos meus olhos inundados,
aos rios no meu rosto,
ao meu travesseiro molhado,
e ao mundo inteiro que eu trocaria pra estar ao seu lado.

Nenhum comentário: