quinta-feira, 21 de maio de 2009

Valor das coisas simples

Não me defina, não me limite,
não quero que se explique,
só deixe eu dar valor as coisas simples.
Não me julgue, não me crucifique,
não quero seus chiliques,
só deixe eu dar valor as coisas simples.

Tudo importa,
quando é importante,
caminhando distraído,
acabei indo para um lugar distante,
onde um momento vale mais que a vida inteira,
e dizer que eu não te amo,
é a maior besteira.

Não me ame, não me chame,
não quero que você se engane,
só deixe eu dar valor as coisas simples.
Não me mate, não me machuque,
não quero que se critique,
só deixe eu dar valor as coisas simples.

Onde juntos, a distância só exista no horizonte...

Nenhum comentário: