terça-feira, 26 de maio de 2009

Flores de papel (Foi só isso)

Foi só um olhar e nada mais,
foi só um querer,
e o pensamento que se perdeu ao encontrar você.
Não me importo com o Sol indo embora,
seria mais lindo se fosse refletido nos seus olhos,
seria mais lindo se fosse feliz o final da nossa história.
Foi só um relance e nada mais,
foi só um sonho,
e o pensamento desenha seu sorriso a todo instante.
Segure minha mão e não precisa olhar pra trás,
existem momentos em que pra mim, ser completo,
é só fingir que esse sonho de poder sonhar em te ter,
é real.
Deve ser tudo besteira,
coisas simples que não fazem sentido pra você,
e eu tento convencer esse meu coração insistente,
que mesmo você sendo mais linda que as flores,
deixando sem graça as estrelas do céu,
eu nem comecei a te conhecer.
Foram só palavras digitais jogadas ao vento e nada mais,
foi só uma tarde,
e o pensamento escreve seu nome e lhe chama de princesa,
e eu só um bobo da corte cheios de incertezas,
que faria o mundo dar duas voltas em um só dia,
pra que em nenhum momento te faltasse alegria.
Foi só o que sinto e nada mais,
foi só algo que pra você é irreal,
e o pensamento que não vê a hora de te encontrar,
e ter a chance de parar o tempo como ninguém um dia foi capaz.

Nenhum comentário: