terça-feira, 26 de maio de 2009

Flores de papel (Foi só isso)

Foi só um olhar e nada mais,
foi só um querer,
e o pensamento que se perdeu ao encontrar você.
Não me importo com o Sol indo embora,
seria mais lindo se fosse refletido nos seus olhos,
seria mais lindo se fosse feliz o final da nossa história.
Foi só um relance e nada mais,
foi só um sonho,
e o pensamento desenha seu sorriso a todo instante.
Segure minha mão e não precisa olhar pra trás,
existem momentos em que pra mim, ser completo,
é só fingir que esse sonho de poder sonhar em te ter,
é real.
Deve ser tudo besteira,
coisas simples que não fazem sentido pra você,
e eu tento convencer esse meu coração insistente,
que mesmo você sendo mais linda que as flores,
deixando sem graça as estrelas do céu,
eu nem comecei a te conhecer.
Foram só palavras digitais jogadas ao vento e nada mais,
foi só uma tarde,
e o pensamento escreve seu nome e lhe chama de princesa,
e eu só um bobo da corte cheios de incertezas,
que faria o mundo dar duas voltas em um só dia,
pra que em nenhum momento te faltasse alegria.
Foi só o que sinto e nada mais,
foi só algo que pra você é irreal,
e o pensamento que não vê a hora de te encontrar,
e ter a chance de parar o tempo como ninguém um dia foi capaz.

Você não vai lembrar

Você não vai lembrar das horas e horas acordado pensando em você com o peito sufocado por sentir sua falta.
Você não vai lembrar das noites em claro preparando um presente pra você.
Você não vai lembrar dos dias tristes, das recordações torturantes de estar em lugares que já estivemos juntos.
Você não vai lembrar dos meus medos, medo que tive de superar durante tanto tempo, medo de finais de semana solitários, de querer alguém para estar e não ter ninguém ao lado.
Você não vai lembrar das lágrimas no travesseiro, do querer se convencer que sem você eu poderia ser alguém inteiro.
Você não vai lembrar da minhas explicações quando me perguntavam sobre um namoro no qual a namorada decidiu partir.
Você não vai lembrar de me dar uma vida inteira, porque nem um ano você pôde me dar.
Você não vai lembrar que quem esperou fui eu, que o relógio que teve de parar foi o meu.
Você não vai lembrar de tudo que tive que suportar, de ter que viver o amanha quando o hoje insistia em me matar.
Você não vai lembrar das flores, dos bombons, que malabarizando conseguia te surpreender, só pra que mesmo a quilometros de distância pudéssemos comemorar mais um mês especial.
Você não vai lembrar de dizer o quanto eu te amei, na dificuldade de ter sem ter, e por isso querer voltar a dormir, e por isso querer sair sem rumo certo, só pra tentar se distrair.
Você não vai lembrar das fotografias presas no meu armário, da nossa história pintada em forma de um quadro preso na parede do meu quarto.
Você não vai lembrar dos dias que se passam lentos, da dor que é ouvir quem sem ama duvidar do meu amor.
Você não vai lembrar das vezes que tarde te ligava e sufocantemente só conseguia dizer te amo e logo após acabavam-se os créditos.
Você não vai lembrar de viver quase sem querer te querendo a todo instante, e confuso se convencer que você quis partir.
Você não vai lembrar, eu sei que não, você não vai lembrar das coisas que eu fiz, mas de todas as que deixei de fazer.

quinta-feira, 21 de maio de 2009

Aqui

Isso é tudo que eu tenho,
um amor tão complicado,
que só sabe te querer,
uma mente tão frágil,
que só sabe pensar em você.

Só quero você aqui,
pra perseguir estrelas,
só quero você bem aqui,
pra te amar de todas as maneiras,
só quero você aqui.

Isso é tudo que posso ser,
um apaixonado com olhos brilhando,
que só sabe chorar a saudade,
um coração descompassado,
que não sabe trocar o agora,
pela eternidade.

Valor das coisas simples

Não me defina, não me limite,
não quero que se explique,
só deixe eu dar valor as coisas simples.
Não me julgue, não me crucifique,
não quero seus chiliques,
só deixe eu dar valor as coisas simples.

Tudo importa,
quando é importante,
caminhando distraído,
acabei indo para um lugar distante,
onde um momento vale mais que a vida inteira,
e dizer que eu não te amo,
é a maior besteira.

Não me ame, não me chame,
não quero que você se engane,
só deixe eu dar valor as coisas simples.
Não me mate, não me machuque,
não quero que se critique,
só deixe eu dar valor as coisas simples.

Onde juntos, a distância só exista no horizonte...

quarta-feira, 20 de maio de 2009

Apenas legal

Meu bem, sou apenas um cara legal,
me esforço pra fazer de um dia simples,
um momento que seja especial.
Meu bem, sou apenas um cara legal,
sem muito a oferecer,
que tropeça ao dançar,
desafina ao cantar e nem dirige muito bem.
Meu bem, sou apenas um cara legal,
que dá flores sem datas marcadas,
que fica te olhando até você ficar sem graça,
que te acha linda ao acordar.
Meu bem, sou apenas um cara legal,
que não procura a perfeição em ninguém,
que gosta de ficar abraçado no sofá em dia de temporal.
Sou daqueles que não traem,
que é mal interpretado,
daqueles que fazem tudo errado,
daqueles que você chamaria de complicado.
Meu bem, sou apenas um cara legal,
que você esquece ao chegar ao fim,
que você não convida pra sair,
que não tem beleza pra chamar atenção.
Meu bem, sou apenas um cara legal,
do tipo que você nem olha,
do tipo que você nem faz questão de estar,
do tipo que não faz seu tipo.
Meu bem, sou daqueles caras legais,
e caras legais não ficam com garotas perfeitas.

terça-feira, 19 de maio de 2009

Ela vem com remédios de anjo

Eu me sinto mal,
nunca fui tão forte assim,
estou vendo o Sol sem cor,
não estou conseguindo dormir,
mas ela vem com remédios de anjo.

Ela conhece meus erros,
sabe de cor meus defeitos,
mas ainda assim sorri pra mim.
Ela sabe quem eu sou,
presenciou meus devaneios,
mas ainda assim sorri pra mim.

Eu não tenho mais o que dizer,
meu coração quebrado,
reflete em meu sorriso de lado,
to com a cabeça pilhada,
e na garganta tenho um nó,
mas ela vem com remédios de anjo.

Eu até queria não passar por isso tudo,
mas se o que mais se quer,
é o que menos se pode ter,
eu tomo decisões de homem,
com lágrimas de criança,
mas ela vem com remédios de anjo,
e me escuta mesmo sem me entender.

Eu digo como estou,
ela me diz que vai passar,
eu digo que não consigo,
ela me diz que ninguém conseguiria aguentar,
eu digo que faço tudo errado,
ela me chama de complicado,
mas com remédios de anjo vem me ajudar.