quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

Ainda um menino

Eu tenho me esforçado muito,
pra ao menos entender o final das coisas,
e ter a certeza de que as escolhas feitas,
vão fazer sentido pra alguém.
Mas nem tenho conseguido dormir,
meus sonhos sempre caminham um passo além,
me fazem sentir saudade de coisas que nem vivi.

E como menino bobo,
que espera andar de mãos dadas,
que espera fielmente a amada,
eu vivo um dia de cada vez,
com um coração que não cabe em si.


Nunca fui tão forte pra achar soluções pra mim,
sempre estive na corda bamba,
entre ser importante ou ninguém,
mas tudo só se completa quando chega no fim.
Então não posso mentir,
nada cresce onde as florestas queimam,
assim como o amor vai pra longe de mim.

Nenhum comentário: