quinta-feira, 4 de setembro de 2008

Um momento

Existe um momento quando te olho que de repente tudo pára,
os relógios do museu, as palavras da exposição,
o filme do cinema, a hora de ir embora.
É um momento que a história do filme perde a graça,
que meus olhos ficam desenhando o céu pra você ser a estrela,
mesmo que você tente me fazer parar de olhar.
Existe um momento que faz sentido dançar com você no final do filme,
que faz sentido só sair quando todos já foram,
que faz sentido deixar todos os ônibus passarem.
Existe um momento que ao te olhar eu me perco pensando em como eu tenho te amado,
e nisso eu penso em como quero te fazer feliz,
e te dedicar cada dia, cada filme, cada canção,
cada momento.
Existe um momento que segurar tuas mãos me dá a certeza,
de que vamos ficar juntos pra sempre,
que nossos filhos terão nomes mais bonitos,
que você vai usar um cordão que faz menos barulho.
É um momento que me flagro juntando as peças,
e vejo que nasci pra você,
nasci pra ficar vendo o jeito que você ajeita o cabelo,
o jeito que mexe com a boca,
o jeito como você faz carinho em mim.
Existe um momento que mesmo o tempo passando se torna eterno,
que cada palavra acaba se resumindo em dizer te amo,
que mais uns instantes e eu acabaria te beijando.
Existe um momento que não consigo deixar de te olhar,
e imaginar como é bom estar com você,
dizer no seu ouvido que te amo,
e a cada momento querer nunca mais dar um beijo de até logo.

Nenhum comentário: