domingo, 21 de setembro de 2008

Eu só tento te amar mais devagar

Eu caminho do seu lado,
prestando atenção ao seus detalhes,
porque eu me encontro em você,
assim como as ondas são do mar.
Te dou meu tempo,
com a sensação de que ele sempre,
será seu, todo seu.
Seguro suas mãos geladas,
de frente para o litoral,
em mais uma tarde nublada,
eu faria tudo por você.
Gravo meu nome e o seu,
tentando fazer eterno,
momentos inteiros ao seu lado,
em um presente talvez sem valor,
é que seu sorriso me faz feliz pra sempre,
e se sinto frio seu abraço me traz calor.
Só não quero ser recordações,
nem ser uma foto em seu passado,
pois se tudo que é eterno não tem fim,
faz com que nosso tempo passe mais rápido,
então quero que você descubra tudo em mim.
Tudo é você e eu só tento te amar mais devagar,
mas a cada tentativa,
suas mãos procuram as minhas,
e meus olhos procuram os seus,
e nosso nome escrito na areia,
logo será apagado pela maré alta,
mas nossa história,
nem todo tempo do mundo apagaria da memória.
Me sinto tão vazio que logo me encho de saudade,
saudade de te ter comigo rindo de coisas sem sentido,
de te ter deitada no meu colo,
de qualquer momento que você esteja comigo.

"Tudo é você e eu só tento te amar mais devagar,
eu apenas tento."

Nenhum comentário: