sábado, 17 de maio de 2008

Deve existir alguém

Deve existir alguém, que faça valer a pena,
em algum lugar onde o Sol nasce sorrindo,
onde dizer eu te amo é a primeira frase na melodia,
alguém que não se apóia nas decisões alheias.

Deve existir alguém que esteja sonhando os meus sonhos,
que queira estar comigo sem se preocupar com a chuva que cai,
que já trocou as armas do medo pelo abraço.

Deve existir alguém que não seja tão perfeito,
a ponto de exigir perfeição,
de querer encontrar um caminho de rosas sem espinhos,
de fortalezas sem muralhas,
de não querer amar sem nem ao menos fechar os olhos,
e imaginar as risadas sem motivo,
só por ter encontrado alguém que a faça feliz.

Deve existir alguém que não vai sair da minha mente,
que vai colorir um céu nublado,
que vai me fazer querer estar só com ela,
mesmo que eu esteja no meio de todo mundo.

Deve existir alguém que minhas canções,
nunca vão conseguir definir,
que faça as horas terem vontade de congelar,
se arrependerem de passar.

Deve existir alguém que só tenha olhos pra mim,
que não precisa se fazer forte ao mentir,
que queira ser meu amor pra vida inteira,
e tenha coragem de gritar seu amor para o mundo inteiro ouvir,
sem deixar as chances escorrerem pelas mãos,
ao dizer nunca amar.

Deve existir alguém que ainda acredite no amor,
ainda acredite em princípes e princesas,
em castelos e finais felizes,
que acredite que eu existo e procuro,
por alguém que talvez possa existir.

Deve existir alguém nesse mundo inteiro,
que queira ser a única flor do jardim,
e a mais bela por sinal,
queira ser a canção simples do bater de um coração,
que queira ter alguém pra conversar,
quando o mundo inteiro não quiser ouvir.

Deve existir eu sei, em algum lugar que não sei,
pensando no dia que os olhos vão se encontrar,
que as mãos nunca mais vão se largar,
e o final do filme será feliz,
simplesmente por esse alguém existir.

Um comentário:

Bianca disse...

Fazer valer a pena é uma escolha! Portanto, escolha certo e o seu mundo será eternamente colorido.
Vç é um poeta.