terça-feira, 30 de dezembro de 2008

Eu sonhei

Eu sonhei com um dia normal,
em que as pessoas não precisam ser inventadas,
que ninguém joga com cartas marcadas,
que ninguém ganha amores com frases decoradas.
Eu tive um dia de cão,
vi flores secarem ao chão,
cartas rasgadas com fotos,
mil motivos para não partir um coração.

Eu continuo acreditando,
em um céu azul,
sem nuvens de tempestade.
Eu continuo acreditando,
na última chance,
no dia em que tudo dar certo,
será verdade.

Eu sonhei com um dia feliz,
em que estender a mão não será só pra quem pode retribuir,
que ninguém desiste antes de insistir,
que tudo vai fazer sentido antes do fim.
Eu tive um dia pacato,
fingir ser perfeito,
é como vender a alma para o diabo,
por alguns trocados.

Para 2009

Eu continuo acreditando, de alguma forma acreditando,
que pastores serão pastores de verdade e não meros administradores,
que líderes serão levantados não por serem puxa-saco e sim por terem o chamado.
Eu continuo acreditando que amigos serão amigos de verdade,
sem sorrir pela frente e pelas costas agir com falsidade,
sem esconder dores de cutuvelo só para manter uma amizade.
Eu me feri, me perdi em algum lugar que nem mesmo sei o nome,
fui do topo ao precipício sem poder me segurar,
ouvi dizer que sou fraco, que a culpa é toda minha,
ouvi pedirem explicações que não abalaram a opinião formada sobre o que realmente aconteceu.
Eu me fiz de forte quando voltei do sertão e reparei que minha cidade é bem mais seca,
que durante cinco anos da minha vida lutei pra ser alguém perfeito,
e depois de supostamente alcançar essa posição vi que isso é impossível de agüentar,
tive o mundo nas costas e ele pesa demais, pode acreditar.
Mas eu continuo acreditando que as pessoas vão falar a verdade,
que não escolherão apenas os melhores, os vencedores que supostamente fazem a história,
que as pessoas terão oportunidades sem que outros tenham que abandonar sonhos.
Eu continuo acreditando que o evangelho não será uma forma de entreterimento,
com festas, músicas, ambiente social, mas o mesmo vazio que se encontra em qualquer boate.
Eu continuo acreditando que as pessoas vão rasgar suas máscaras,
e nossos diferentes segmentos teológicos que tanto nos separam,
vão ser deixados de lado para que o maior motivo que existe para quem se diz cristão possa nos unir, caso você não saiba, me refiro ao amor, amar a Deus acima de todas as coisas e ao próximo como a ti mesmo.
Eu falhei, abandonei e nem olhei pra trás,
ouvi Deus falar no meu ouvido, mas dei ouvidos as minhas dores de ser incompreendido,
de ver pessoas injustas recebendo medalhas por heroísmo e eu ser punido por erros que não foram só meus.
Eu fui acusado, declarado culpado sem chance de ser absolvido, não por palavras, mas pelo olhar do juiz escolhido, fui deixado de lado como alguém sem importância como na verdade ele sempre me tratou, mas esse ano eu fiz questão de soprar a poeira em meus olhos.
Minha voz se calou, já não canto mais, minha melodia só hoje encontrou o tom da alegria, já estou melhor, aprendi na pele que as pessoas falam coisas que não sabem como se fosse a realidade dos fatos, por isso estava desviado sem estar, rebelde sem ser, uma benção que virou maldição, incrível como o mundo gira.
Mas eu continuo acreditando que quem deveria se importar vai continuar se importando, que dizer que não existem cartas marcadas é fácil demais quando se tem o jogo ganho na manga.
Eu continuo acreditando que o amor não enxerga distância, que as regras separam mais do que alcançam, que um amor pra vida inteira pode ir embora, e amar mesmo assim parece coisa de louco, mas esse ano descobri que devo ser louco.
Enfim eu continuo acreditando que tudo no final vai dar certo, que não serei nunca mais o mesmo, e que tudo que passei esse ano embora eu não consiga ver, no futuro fará um grande sentido.
Continuo acreditando que o mais importante não é quem você é quando está na frente de todo mundo, mas quando você está sozinho, que é fácil receber elogios, difícil é receber as críticas por ter desistido, mas eu continuo acreditando que existe um recomeço.
Eu continuo acreditando em um Deus que perdoa, que ama e talvez escreva um livro sobre incrível jornada de um Deus que não desiste nunca.
Para 2009 eu continuo acreditando...

quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Se é futuro deixa estar

Deixa estar, se é futuro...
o Sol vai nascer.
Se é futuro então pra sempre,
você vai me ter.
E tudo que é simples,
se tornará necessário.


Deixa estar, se é futuro...
desligar o telefone não será tão fácil.
Se é futuro conversar sobre tudo,
nunca será chato.
E olhar para o amanhã,
não será nublado.


Se é futuro deixa estar...
Se é futuro então será...
Se é futuro não se sabe,
sem arriscar...


Deixa estar, se é futuro...
não faz parte da história sentir medo.
Se é futuro eu vivo,
todo meu desejo.
E não existe ponto final,
nem último beijo.


Deixa estar, se é futuro...
não se duvida frente ao precipício.
Se é futuro não se tenta,
esquecer os defeitos.
E não é preciso,
engolir a seco.

Um padrão mais alto que o de Deus

Não é de admirar que o número de pessoas que se "desviaram" é proporcional ao número de pessoas que continuam vivendo uma vida com Deus, isso é, se acreditarmos que todos que frequentam uma igreja possuem uma vida com Deus, o que é uma grande mentira, mas vamos seguir um padrão estatístico para apurarmos alguns fatos.
Os fariseus modernos ou como alguns preferem ser chamados "santos" como pode uma palavra perder tanto seu real sentido? Como pode o ser humano ser tão sábio a ponto de achar que pode alcançar a santificação por sí só? Incrível nossa capacidade de falar mais que ouvir, talvez por isso a igreja tenha perdido tanto desde a reforma luterana, não que os padrões tenham baixado é que não existe mais igreja.
Duro ler isso? Talvez nós cristãos achamos tal declaração um absurdo, mas verifique pelo atos se a maioria das "igrejas" não se parecem mais com empresas, que demitem, admitem, investem e até mesmo falem.
Não quero nesse texto ser tachativo, nem injusto ao dizer que todas as igrejas se perderam, não é isso, conheço muitas igrejas que buscam viver segundo tudo que desde o princípio foi estipulado, acho que alguns já ouviram falar em "igreja primitiva".
Um novo padrão bem mais alto que o de Deus está sendo cobrado a muitos de nós que agora com olhos abertos enxergamos a diferença entre o que é certo e o errado, talvez pra manter uma certa ordem e não deixar os membros se perderem no pecado, mas se pensarmos assim estamos fadados a negligenciar toda a reforma protestante, afinal Lutero e seus contemporaneos não lutaram para que a palavra de Deus pudesse ser de comum acesso, não só ao clero? Logo estamos presos em um fato simples, tantas regras inventadas que nos proibem de pensar e de ter próprias conclusões, talvez seja mais comodo ter alguém dizendo do altar o que se deve fazer e apenas seguir passos pisados, mas arde em meu coração o agradecimento a homens e mulheres que fizeram diferente, pois se fosse nossa geração na época da expansão do cristianismo, hoje seríamos do tamanho de um clube, não me refiro a nenhuma igreja específica, qualquer semelhança é mera coincidência.
Gostaria de descorrer sobre esse assunto, mas quero a apenas te levar a pensar sobre como estamos mudando rapidamente, somos tão capitalistas como qualquer empresa, e tão imparciais como qualquer fundação que decide ajudar um grupo específico de pessoas.
A grande questão é se temos livre acesso ao Pai, livre acesso a palavra de Deus, por que nos submetemos a um padrão tão alto de santidade?
A provavel grande resposta é que um padrão mais alto que o correto faz com que as pessoas se esforcem mais para alcança-lo sendo assim elas acabam ultrapassando o padrão de Deus e mesmo não alcançando o padrão imposto por muitas "igrejas" os membros acabam vivendo dentro do padrão de Deus, uma grande jogada de marketing, porém o número de frustrados por não conseguirem alcançar o padrão imposto pelas "igrejas" aumenta, fazendo com que o número de pessoas que desistem de ser cristão seja proporcional ao número de pessoas que seguem em busca desse padrão santíssimo e intocável.
Dói saber que o Deus todo-poderoso continua sendo simples, santo e consciente da nossa fragilidade e fraqueza humana, afinal não foi por isso que Jesus veio a Terra? Não veio para sentir o que sentimos e mesmo assim vencer e tirar o pecado do mundo?
Um padrão mais alto que o de Deus, um Deus na caixa de sapato e detentores da verdade por todos os lados.

sábado, 6 de dezembro de 2008

Carta ao amigo de pé

Bom ter notícias suas meu irmão que hoje se tornou desconhecido,
não por culpa sua, mas como você disse estamos muito distantes,
eu sinto muita falta das conversas sobre os que estavam onde estou,
antes de mais nada tenho que dizer que é bem diferente do que pensávamos,
aqui só faz frio, a água é amarga só no primeiro gole parece ser doce,
doce devido a auto comiseração, ou a querer achar culpados,
mas como aprendemos eu escolhi estar aqui.
Aqui eu não preciso fingir pra ninguém,
até porque as feridas logo denunciam e a visão embaçada de tanta escuridão,
faz com que fique impossível achar uma saída,
daí então a necessidade de uma mão estendida,
mas como sempre conversávamos é perigoso se arriscar,
afinal é mais fácil quem estender a mão cair do que quem estar caído levantar,
nesse momento você deve se recordar, pois foi você que usou essa frase.
Claro que ela não faz muito sentido pra quem está aqui,
na verdade aqui não existe sentido,
você iria rir, a cada mero feixe de luz as pessoas correm querendo quem sabe sair daqui,
outros já fizeram comércio e vendem desde livros de auto ajuda até suicídio,
e o mais engraçado é que mesmo sendo mais caro o suicídio é o que mais vende,
talvez pela falta de esperança e a culpa que as pessoas carregam.
Todos nós aqui temos um espelho que só reflete a vergonha de ter caído,
então nem me pergunte como estou, porque só consigo enxergar vergonha por ter falhado,
e não ter sido como você, tão forte e mesmo sem saber interpretar,
continuar tendo uma vida digna dos que estão de pé.
Fiquei muito feliz por saber que você ainda usa a blusa que te dei,
sei que é mais fácil colocar a culpa nos que estão aqui,
afinal em matéria de indiferença sempre fomos referências,
mas aqui tudo é bem diferente de quando estive ai,
porém meu saudoso amigo ainda existem sonhos nessa cidade perdida,
afinal não sei de onde vem, mas sempre se estende uma mão e alguns levantam,
e algo que nunca pensamos acontece aqui,
ainda existe esperança, mesmo com toda culpa, ódio, vergonha e dor,
ainda existe esperança meu nobre amigo.

Carta ao amigo caído

Antes de mais nada sinto saudade,
saudade do tempo em que as coisas faziam sentido,
e a maior definição que existia era de que tudo vai dar certo no final,
mas acho que o tempo passou rápido demais,
e as coisas mudaram como um prédio que desaba, uma cidade que desmorona.
Eu continuo aqui em cima colocando a culpa nos atos alheios,
até tem sido fácil, tenho visto como somos fortes,
e já nem te olho como alguém que escolheu estar onde está,
deve ser difícil ter que convencer o mundo inteiro,
de uma dor que só você sente e mais ninguém,
não que eu consiga te entender,
de onde estou fica difícil até imaginar uma queda tão grande,
é que você sabe melhor que eu,
como temos que manter uma aparência.
Antes que você pergunte,
já vou adiantar como estão as coisas por aqui,
como sempre continuo com a idéia fixa de que sou super herói,
não que eu queira, mas é preciso manter as asas abertas,
aqui em cima temos sempre que mostrar para todos que podemos voar.
Sem falar nos erros, vou contar um segredo,
as vezes acho que não vou aguentar,
nunca fui muito bom em interpretar,
e viver uma vida de quem não pode cometer erros me faz repensar,
se estou realmente aqui em cima ou cada vez mais perto de você.
As pessoas por aqui ainda continuam idealizando um alguém que não existe,
elas pensam que posso carregar o peso do mundo,
mal sabem elas que nem estou me aguentando,
mas não conte a ninguém, isto é, se houver alguém ai embaixo com você,
coisa que por sinal acho impossível,
não que você seja tão fraco, mas também não existem tantas pessoas como você,
porém gostaria de saber as notícias dessa cidade perdida,
dessa vida sobrevivida,
se ai embaixo é tão escuro e frio como dizem os que voltaram,
se a água do poço é doce ou amarga,
porque aqui em cima eu continuo disfarçando,
mesmo quando as coisas não vão bem,
estou cheio de sapo na garganta,
mas reclamar não faz parte das atitudes dos que vivem aqui em cima,
se é que você se lembra,
meu pé está cheio de calos, estou separando os dias para que fique mais organizado,
na hora de pisarem,
estou fechando os olhos quando vejo alguma coisa errada,
afinal aqui em cima ninguém erra ou melhor fazemos com que acreditem nisso.
Pra finalizar meu caro amigo, espero notícias suas,
na verdade não sentimos muito a sua falta,
sentimos uma repulsa misturada com dó por você não ter aguentado,
afinal muitos são chamado e poucos escolhidos,
e por falar nisso ainda uso a camisa que você me deu,
com o dizer "cuide para que não caia".

sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Ansiedade (desafinos e decisões)

Se vão os dias, as horas,
completando coisas que não sei,
os elogios são deixados de lado,
pra saber na verdade quem está errado.
Queimei os livros de auto ajuda,
pois não se pode ajudar,
sem uma mão estendida.


Eu pensei sobre tudo que vivemos,
inevitável seria não te amar,
mas já que você prefere assim,
deixa o vento levar os planos,
as palavras soltas pelo ar.


Acordei bem cedo,
mesmo sem conseguir dormir a noite inteira,
com as unhas ruídas de tanta ansiedade,
pra resolver toda essa besteira.
Tive um sonho bom,
que de tão bom só poderia está acordado,
e nesse sonho você estava do meu lado.

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

Bagagens e bobagens

Com disposição pra mudar o mundo novamente,
deixar as bagagens pesadas e seguir em frente,
talvez com algumas idéias fixas,
que fazem girar minha mente.
O que me faz ficar aqui?
Que sentido existe antes do fim?


A vida é uma ponte,
que cruza abismos,
e que se faz a cada passo.
A vida é uma estante,
que guarda seu retrato,
e que se faz a cada ato.


Com as armas engatilhadas,
chega um momento que é partir para o tudo ou nada,
e mesmo tudo indo mais devagar,
encontro a rapidez do meus erros,
me questionando sobre o que devo fazer.


Mas não olho com medo,
para o que vejo no espelho,
sou o reflexo das minhas escolhas,
do que ontem era imperfeito,
hoje busca a perfeição,
e amanha é tempo de mais para alcançar.

quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

Não tão diferente de você

Não sou tão estranho assim,
e nem tão diferente de você,
é que não sou dos que levantam o vencedor,
mas o apóio até vencer,
é que não sou dos que jogam com cartas marcadas,
mas não jogo pra perder.


Eu acho que é injusto,
mas nem me importo,
sentir dor é sinal,
que existe algo errado.
Eu acho que é impuro,
mas não me calo,
se sentir sozinho,
vai além de ter alguém ao lado.


Não sou a sua maneira,
nem tão perfeito como você,
é que não sou o último no campo de batalha,
mas retorno pra resgatar os que ficaram.
é que não sou dos que sorriem esfaquiando,
mas me faço de idiota pra você não entender,
que pra você meu sorriso é de desprezo.

Não venha me dizer

Não me diga que eu não tentei,
assumi meus erros,
quando você nem olhou pra trás.
Não me fale dos dias claros,
dos sentimentos,
e das palavras amargas.


Nem se importou antes,
reconstruir o que ficou,
é sentir dormente o corpo,
num mar de tanto faz.
Então me desculpe,
por não ter aguentado um pouco mais.


Não me diga pra recomeçar,
o que eu quero esquecer,
você me conveceu,
a não me preocupar.
Não me fale do planos inacabados,
todos eles incluiam você,
tudo desmorou com seu sopro,
então não finga se importar.

terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Andando pra casa

Não senhor, eu não quero ser eu mesmo,
nem quis levantar hoje e esbarrar nas pessoas,
indo trabalhar,
Nem quis te dizer,
que entre o novo e a novidade,
existe uma diferença,
que encontro antes de me perder.
Quantas vezes fecho os olhos pra não ver,
os seus defeitos,
misturado com meu erro,
de não querer enxergar.


Decidi enfim deixar tudo,
que me prendia para trás,
meu senso do passado,
já se recusa a dizer nunca mais.


Não senhor, não quero a explicação de tudo,
só entender em mim o que sou,
quando ninguém vê.
Nem quis te dizer,
que entre amar e ser amado,
existem enormes sacrifícios a se fazer,
o mais impossível é conseguir esquecer.
Fui andando pra casa só pra pensar,
que a raiva me rouba momentos,
que no fim das contas,
pra mim foram tão bons.

sexta-feira, 28 de novembro de 2008

Quer saber?

Se quer saber as coisas ainda estão por estar,
mas não faça promessas que não possa cumprir,
e não grite o que você deveria sussurrar,
porque sempre existe alguém a escutar.
Se quer saber deveria ter dito antes,
a bomba estourou nas minhas mãos,
mas por algum motivo fiquei de pé,
talvez só pra te dizer.


Blá, blá, blá...
Não sou mais o mesmo,
meus passos me levam para outro lugar,
minhas respostas um mero tanto faz,
é que meu mundo é maior que seus mapas.


Se quer saber não precisa falar nada,
chegou a hora do mundo se calar,
cansei das besteiras,
que só fazem sentido pra você.
Se quer saber fim dá tudo certo,
então tire o nariz de palhaço,
o circo já pegou fogo a muito tempo,
e os aplausos são todos seus.

domingo, 23 de novembro de 2008

Testemunho

Ainda na gestação, minha mãe tentou se suicidar pulando da janela do hospital, depois de uma gravidez difícil, pois meu pai biológico, tinha nas vésperas do meu nascimento roubado tudo de nossa casa e sumido.Eu nasci no dia 20 de fevereiro as 10 horas da manha, meu nome seria João, mas minha mãe dizia ter visto um anjo que falou pra que ela pusesse o nome de David,minha mãe enfrentou uma dura batalha contra a necessidade, tendo que esquentar o leite em uma lata cheia de álcool.Os anos se passaram e já com 5 anos tive uma febre muito forte, chegando a desmaiar, minha mãe me levou a uma igreja e lá me lembro que no final do culto estava pulando no banco da igreja ao som do louvor, curado.Minha mãe começou a ficar doente, e nunca descubriríamos que doença era, nessa fase eu aos 9 anos tive que deixar de estudar pra poder ajudar minha mãe, fazendo compras e resolvendo situações domésticas, aos 10 anos nos mudamos e minha mãe faleceu, foi quando começei a morar com meu padrinho de batismo que me adotou.Mesmo ele tendo me adotado, só hoje realmente é meu pai, passei minha adolescência, tendo que conviver com festas, homossexualismo, desprezo e sonhos despedaçados, sendo criado pelo cuidado de um Deus de perto, mas que eu não conhecia.Nessa época tomei meu primeiro e único tapa no rosto, por uma discussão que nem tive culpa, foi então que decidi me perder de uma vez, mas nunca conseguiria fazer isso.Meu pai adotivo morava no centro do rio, então me restava o restande da família que por mais que se esforçassem sempre me tratariam como alguém adotivo.Viajei para o nordeste onde conheci a dor de uma tatuagem e o seu prazer, voltei e me deleitei no som do rock e de ficar apaixonado por todas ao mesmo tempo.Foi quando aprendi a me encher e percebi também que cada vez ficava mais vazio.Foi numa noite sem ninguém em casa que o desespero da solidão me tocou mais forte e chorando muito com a faca na mão pensei em dar fim a algo que alguém me deu, minha própria vida, mas uma voz que eu nunca poderei descrever chamou meu nome, e meu choro cessou sem razão aparente tirando o fato do temor que senti.Também foi em uma noite que fui visitar uma igreja, convidado pela mãe de uma amigo meu, pois era festa dos dias das mães, o pregador da noite muito usado por Deus, fez a perguntar que eu tinha ouvido pela primeira vez.Quem quer aceitar Jesus? disse ele, eu estava sentado na última fileira junto com meus amigos, e pensei que todos levantariam a mão, então fui o primeiro, mas ninguém mais levantou a mão. Eu acabará de aceitar meu salvador, e quando meus joelhos tocaram o chão perto do altar, tive tempo de perceber que meus amigos vieram um a um atrás de mim.Eu tinha aproximadamente 15 anos quando isso aconteceu.Conheci pessoas tão incríveis, que estão comigo até hoje, umas abandonaram a fé, outras continuam firme. E eu continuo vivendo uma vida completamente diferente de tudo aquilo que eu poderia estar vivendo.****Essa é parte da história não detalhada da minha vida que só faz lembrar que Deus nunca perde o controle de nada, que até as maldicões podem se transformar em bençãos. Deus nunca desiste.****

sábado, 8 de novembro de 2008

Talvez

Talvez eu nunca entenda,
o amor que tens por mim,
a cruz, o sangue e o perdão,
pra me dar um novo fim.


Talvez eu nunca entenda,
minhas quedas,
e sua disposição pra me levantar,
do chão frio do fracassar.


Me deste a honra,
e levou minha vergonha,
me deste a vida,
e morreu minha morte,
o que direi?
Se palavras são insuficientes,
pra qualquer coisa a dizer.

Chuva

A noite chegou trazendo o recado,
de que mais um dia vai acabar,
então as flores vão deixar de dançar,
e palavras sem atitudes serão levadas,
pelo vento do ventilador.


Quero apenas revisar minha vida,
e rever seu sorriso,
acender a luz do quarto,
enquanto o mundo escureceu,
e me lembrar que não existe fim,
sem final feliz.
(Não existe fim sem final feliz,
nem pra você, nem pra mim)


A chuva chegou fazendo barulho na janela,
e esperei você desembarcar,
trazendo de volta todas as promessas,
minha armadura enferrujada,
já não aguenta tanta indiferença.

Mais do que sei dizer

Deixa eu te tocar mais uma vez,
sentir que meu coração voltou a bater,
e longe das acusações,
o mundo se resuma em mim e em você.


Desliguei o telefone,
quero ficar só com o seu jeito,
de me dizer que vai ficar tudo bem,
quero só teu amor,
pois preciso mais de você do que sei dizer.


Deixa eu me sentir seguro outra vez,
como a mão de uma criança,
segura firme a mão do pai,
agarra-me e não me deixe partir.


Não posso voar sem asas,
sem olhos não posso enxergar,
nem respirar sem ar,
não posso viver sem te ter,
não posso viver sem você.

Revolução

No meio da multidão,
onde sou invisível,
seus olhos veem,
as palavras,
que não consigo dizer.


Como um ponto para o fim,
um novo parágrafo,
começa uma revolução,
que parte de você pra mim.


Onde não há palavras,
e meus pedaços,
estão espalhados pelo chão,
a poeira nos meus olhos,
é interrompida pela visão,
da sua mão.
(Estendida mudando a história da minha vida)

De acordo com as regras,
onde um erro,
justifica o fim,
eu aprendi que não escolher,
é uma escolha que não cabe a mim.


Como o vento faz meu cabelo dançar,
um novo fôlego,
começa uma revolução,
que parte de você pra mim.




sexta-feira, 7 de novembro de 2008

E sem cor tudo é incolor

Meu mundo incolor foi colorido pelo seu olhar,
e em mim nada mais é preto e branco,
todo sentimento de tão profundo se perdeu,
e só consigo achar explicações que ninguém me deu,
mas no fim de cada ligação,
eu digo eu te amo querendo dizer que sou todo seu.
As vezes penso que vou acordar,
e teu avião já terá partido,
e vejo que arrancaram folhas do nosso livro,
apagaram as palavras da nossa história,
mas volto a sonhar,
pois um pesadelo maior do que te perder,
é sonhar e nesse sonho não te ter.
Olhos cheios d' água,
é que logo vai chegar o último pôr-do-Sol,
e ele durará apenas alguns segundos,
e não terei quem aquecer,
lembro-me então que em máteria de esquecimento,
eu sempre me esqueci de aprender.
Enfim se eu te decepcionar,
e pedindo pra você ficar cante mil canções,
não me leve a mal,
é que sem você diamantes quebram como vidro,
e por falta de valor o ouro é dado e não vendido.
E no meio do olhar de todo mundo,
me sinto invisível,
e me chamam várias vezes no meio da minha distração,
de só ficar imaginando como será,
viver sem você em um mundo sem cor,
onde sem você tudo é incolor.

O Sol vai dormir em outro lugar

Faróis apontam a direção,
tempestades no copo d' água,
só alertam que mesmo fora da rota,
existem fatos que justificam os fins.
A fidelidade trocada,
pela liberdade,
de ter um pedaço de cada um,
tentando formar alguém inteiro.


Seguem assim os dias,
dos que diziam mudar o mundo,
mas agora tudo é tanto faz,
seja no começo, meio ou fim.


O Sol vai dormir em outro lugar,
e eu amarro o cadaço do seu sapato,
mas o meu eu não sei amarrar.
Eu também vou dormir fora,
dando conselhos que não vou seguir.
Minha oniciência pede conselho,
tateando no escuro,
de pensar saber tudo,
e pra cada pérola um absurdo,
só tenho respostas das perguntas que não fiz.

Tudo

Me diga,
se eu não te amei até o último segundo?
Se eu não fiz ao teu redor,
girar meu mundo?
Se as flores de plástico,
hoje não têm fôlego pra respirar?
Se tampas de refrigerante,
hoje não são de ouro pra te presentear?



Me diga,
se eu não te fiz mais feliz que todo mundo?
Se não fui ao final,
do poço mais fundo?
Se entre o pôr-do-Sol e o seu nascer,
as chances não foram dadas todas a você?
Se o tempo que é igual pra todos,
eu não dediquei todo a você?



Eu fiz tudo,
tudo que pude,
pra você me conhecer.



Eu fiz as lágrimas nos teus olhos,
mas também fiz teu sorriso.
Eu fiz o Sol, o mar, e tudo que há.
Eu fiz os dias que você não entende,
mas também os que você fica contente.
Eu fiz estrelas, o frio, tudo pra você notar...

Rápido demais

Meu amigo me desculpe,
por não ser imortal,
não aprendi a jogar,
com cartas marcadas,
e minhas decisões me levam,
rápido demais para o tudo ou nada.


Talvez rápido demais,
mas segundas chances,
podem ser fiéis ao nunca mais.
Talvez tarde o bastante,
pra tentar perceber,
que a vida é feitas de instantes,
feitos só para você.


Minha festa está vazia,
só não me leve a mal,
não aprendi a me explicar,
sem que pareça desculpas pra você,
e meus passos em direção a Lua,
rápidos demais para algo que não muda.

terça-feira, 21 de outubro de 2008

Tempo das flores

Queria ter mais tempo pra dizer,
Que nem tudo é perfeito,
Que algumas pessoas não arriscam,
Por terem medo,
De descobrir o mundo inteiro,
Mas não se encontrar.

Melodias e jardins dei a você,
Mas meus erros me fizeram perder,
O brilho dos olhos,
De quem tem a solução,
Mas foi por dizer sim querendo dizer não,
Que me prendi dentro de você,
Mas todos têm a chave da sua própria prisão.

Queria ter mais tempo pra fingir,
Que não me importo,
Com os dias em que tudo,
Parece estar do avesso,
Mas sempre existem coisas,Pra se esquecer.

Sem assunto

Estou meio sem assunto,
como alguém que por muito tempo,
tentou ser quem não é.
Estou no caminho do recomeço,
como alguém que pensava se encontrar,
mas se perdia.

Sonhei com o dia em que tudo
será como deveria ser,
e nesse sonho pude encontrar você,
segurando minhas mãos,
esperando o dia amanhecer.

Estou revisando minha vida,
e tantas coisas me fazem pensar,
nas minhas leis que me aprisionam.
Estou tentando ao menos,
recompor a poesia de existir,
já que seu sorriso é o que me faz feliz.


quinta-feira, 25 de setembro de 2008

Promessas quebradas

As marcas do seu sangue,
estão diante do meu rosto,
nos caminhos que trilhei,
perdi o único que poderia,
me levar até você.


E estou tão distante,
das promessas que fiz a você.
E eu nunca quis me despedir,
mas essa foi uma noite pra esquecer,
das palavras repetidas,
que você sempre me ouve dizer.


Carrego os cravos outra vez,
reconstruo sua coroa,
toda vez que finjo não te conhecer,
parece ser tarde de mais pra mim,
mas nunca é tarde pra você.


Prometi não te deixar,
e fechei os olhos pra não ver.
Prometi não te magoar,
e minhas desculpas decorei.
Prometi sempre te amar,
mas promessas quebradas,
só conseguem dizer que...

domingo, 21 de setembro de 2008

Eu só tento te amar mais devagar

Eu caminho do seu lado,
prestando atenção ao seus detalhes,
porque eu me encontro em você,
assim como as ondas são do mar.
Te dou meu tempo,
com a sensação de que ele sempre,
será seu, todo seu.
Seguro suas mãos geladas,
de frente para o litoral,
em mais uma tarde nublada,
eu faria tudo por você.
Gravo meu nome e o seu,
tentando fazer eterno,
momentos inteiros ao seu lado,
em um presente talvez sem valor,
é que seu sorriso me faz feliz pra sempre,
e se sinto frio seu abraço me traz calor.
Só não quero ser recordações,
nem ser uma foto em seu passado,
pois se tudo que é eterno não tem fim,
faz com que nosso tempo passe mais rápido,
então quero que você descubra tudo em mim.
Tudo é você e eu só tento te amar mais devagar,
mas a cada tentativa,
suas mãos procuram as minhas,
e meus olhos procuram os seus,
e nosso nome escrito na areia,
logo será apagado pela maré alta,
mas nossa história,
nem todo tempo do mundo apagaria da memória.
Me sinto tão vazio que logo me encho de saudade,
saudade de te ter comigo rindo de coisas sem sentido,
de te ter deitada no meu colo,
de qualquer momento que você esteja comigo.

"Tudo é você e eu só tento te amar mais devagar,
eu apenas tento."

domingo, 14 de setembro de 2008

Não existe distância

Meu mundo te procura no jardim das flores mais lindas,
é que cada flor me lembra o perfume da sua pele,
e se eu não te amasse, nunca descobriria o que é o amor,
pois estranho seria te conhecer e conseguir não te amar.
Faz pouco pra te dar todo meu tempo assim,
mas me sinto como se fosse uma estrela que nasceu pra brilhar nos teus olhos,
e te trazer pra perto do meu coração toda vez que você perder a direção,
toda vez que a saudade for a mais alta canção.
Eu me apaixono tão fácil pelo seu jeito de me querer pra vida inteira,
eu vejo as pessoas indo pra casa,
e eu na direção oposta indo encontrar a felicidade de mil amores,
em um só sorriso, em um só abraço, em um só beijo que não dá vontade de parar.
Desligo o telefone com vontade de te ligar,
te dou adeus com vontade de ficar,
fico te olhando até meus olhos refletirem nos seus toda minha vontade,
de te dar todos os momentos de amor que uma princesa que usa all star poderia vivenciar.
Eu me aproximo do mar sabendo que seu amor por mim se perde no horizonte,
e cada uma das minhas palavras formam pensamentos de mãos dadas,
só pra tentar te dizer que não tenho certeza se estou vivo por respirar ou por te amar,
mas se me falta coragem pra ter certeza se estou vivo longe de você,
tenho a sensação de ter a certeza de que já não sei encontrar outra forma de te amar,
a não ser te amando.
No seu ouvido eu digo que te amo,
faço perguntas sobre o "pra sempre" em um momento que já vai acabar,
te faço propostas que você debocha,
e eu tento ser engraçado pra sufocar a saudade,
de não sentir seu coração batento junto ao meu.
As canções falam por mim o que eu não conseguiria expressar,
e minhas composições são tão silenciosas,
como o desligar do telefone e saber que você está longe.
Difícil é acreditar que o tempo corre devagar só pra eu te encontrar,
só pra você saber que eu faria tudo pra te ter,
só pra você ter a certeza que por te amar,
não existe distância que possa me impedir de te encontrar,
só pra você não duvidar que eu te amaria de todas as formas,
que já inventaram de amar,
e por tanto te amar eu inventaria outras mil formas de amar,
só pra você ter a certeza que eu quero pra sempre do seu lado estar.

quinta-feira, 4 de setembro de 2008

Um momento

Existe um momento quando te olho que de repente tudo pára,
os relógios do museu, as palavras da exposição,
o filme do cinema, a hora de ir embora.
É um momento que a história do filme perde a graça,
que meus olhos ficam desenhando o céu pra você ser a estrela,
mesmo que você tente me fazer parar de olhar.
Existe um momento que faz sentido dançar com você no final do filme,
que faz sentido só sair quando todos já foram,
que faz sentido deixar todos os ônibus passarem.
Existe um momento que ao te olhar eu me perco pensando em como eu tenho te amado,
e nisso eu penso em como quero te fazer feliz,
e te dedicar cada dia, cada filme, cada canção,
cada momento.
Existe um momento que segurar tuas mãos me dá a certeza,
de que vamos ficar juntos pra sempre,
que nossos filhos terão nomes mais bonitos,
que você vai usar um cordão que faz menos barulho.
É um momento que me flagro juntando as peças,
e vejo que nasci pra você,
nasci pra ficar vendo o jeito que você ajeita o cabelo,
o jeito que mexe com a boca,
o jeito como você faz carinho em mim.
Existe um momento que mesmo o tempo passando se torna eterno,
que cada palavra acaba se resumindo em dizer te amo,
que mais uns instantes e eu acabaria te beijando.
Existe um momento que não consigo deixar de te olhar,
e imaginar como é bom estar com você,
dizer no seu ouvido que te amo,
e a cada momento querer nunca mais dar um beijo de até logo.

sábado, 30 de agosto de 2008

Apenas ficar quieto

Hoje nem pretendo ostentar minha capa de super herói,
na verdade nem quero que ninguém me entenda,
não quero dar explicações,
quero apenas ficar só, com meus pensamentos.
Hoje esqueci de tomar meu remédio,
não quero mais a dose diária,
das suas teorias que me chamam de infantil,
e sempre me deixam no chão,
se era a espada que me fazia te acompanhar por obrigação,
se era a cruz que me fazia te acompanhar por opção,
agora fraco o bastante pra ver como as montanhas são altas,
eu consigo ter forças o bastante pra não precisar mais de você,
e de todos seus ensinamentos inúteis.
Não me faça promessas deixe que eu quebre a cara sozinho,
ao menos assim não vou precisar dizer que já sabia que isso tudo ia acontecer,
já que no final das contas, são contas demais tanto pra mim quanto pra você.
Se foram como um sonho ao despertar,
e meu castelo de cubo de gelo no deserto,
já não vai poder ser meu lar,
e se me agarro nas lembranças não me culpo,
se me agarro nos momentos já não penso em lamentar,
tudo que eu planejei simplesmente desapareceu.
Antes de me abraçar deixe seu sorriso falso no armário,
eu sei que o punhal está na sua mão direita e as moedas no seu bolso,
por que tentar fingir ser a vítima quando se o algoz?
Sempre vai estar tudo bem no mundo das cartas marcadas,
valeria mesmo a pena você me ouvir,
se a sentença já foi dada mesmo antes de você saber que seria o juíz?
Já temos os heróis, os vilões e os que precisam ser salvos,
então só me deixe quieto, só não preste atenção em mim,
não quero ser quem você pensa que devo ser,
ou o que o olhar em alta escala quer ver,
quero ser apenas alguém que pode errar como qualquer um,
que aprendendo a voar também leva tombos e se machuca,
então não deixe de conferir antes de cicatrizar,
a cor do sangue que escorre das minhas mãos é igual ao de qualquer um.
Mas nisso tudo é possível acreditar mesmo quando é inacreditável,
mesmo quando tudo ao redor desaba,
mesmo quando a morte já não é mais uma piada sem graça,
quando um relacionamento acaba,
quando um sonho se vai como o fogo queima um papel de carta.
É possível acreditar que já não somos tão heróis como aqueles que aparecem na tv,
e como um replay a história se repete sem precisar ter o mesmo final.
É possível acreditar que estou cansado demais pra prestar atenção nas bobeiras alheias,
no compromisso com horários, normas e regras pra não ser chamado atenção,
se eu pudesse dar apenas meu silêncio,
como forma de agradecimento por nunca ninguém realmente querer entender alguém,
seria o suficiente pra desenhar nuvens no céu do meu quarto sem janelas.
Mas é possível acreditar em alguém que em meio a tudo isso,
nunca deixa a desejar e ouve mesmo quando não estou a falar,
que por não precisar lembrar, nunca esquece.
É possível acreditar nas suas mãos que me levantam e lipam a poeira no meu corpo,
e me diz pra tentar de novo porque chegará um dia que vou conseguir,
conseguir não me questionar quanto aos que devem e não fazem,
aos que fazem e não devem,
ao mundo escuro que era pra ser azul.
É possível acreditar que antes do fim não vai ficar nenhuma peça fora do lugar,
mas enquanto isso só me deixe quieto.

sexta-feira, 29 de agosto de 2008

Sabe quando não dá pra não te amar?

Sabe quando o que mais se quer é dizer te amo, e ficar ao lado de alguém que te faz feliz como você nunca foi? É assim desde que te conheci.
Sabe quando o que mais se quer é ter alguém pra vida inteira, e fazer essa pessoa sorrir só pelo fato dela existir? É assim desde que te conheci.
Sabe quando o que mais se quer já não é convencer alguém dos reais sentimentos, mas sim ama-la como se fosse a última chance? É assim desde que te conheci.
Sabe quando o dia perfeito deixa de ser perfeito só porque quem mais se ama não está? É assim desde que te conheci.
Sabe quando o que mais se quer é deitar ao lado de alguém e ficar olhando as estrelas, mas mesmo assim só prestar atenção nos olhos de quem em silêncio te diz mais do que mil palavras? É assim desde que te conheci.
Sabe quando o que mais se quer é ter um momento eterno e de todos os momentos poder escolher todos que se está com quem se ama? É assim desde que te conheci.
Sabe quando tudo faz sentido?
Sabe quando tudo que mais quero é ficar contigo?
Sabe quando não dá vontade de desligar o telefone?
Sabe quando não dá vontade de te soltar?
Sabe quando não dá vontade de parar de te olhar?
Sabe quando não dá pra não reparar no jeito que você mexe a boca?
Sabe quando não dá pra não te amar?
Pra não querer viver ao teu lado pra sempre?
Sabe quando não dá pra imaginar minha vida sem você,
sem suas risadas "do nada"?
É assim desde que te conheci.
É assim desde que decidi te amar até ser eterno.
É assim desde que percebi que palavras sempre serão insuficientes para te dizer,
que se o mundo inteiro resolvesse me amar ainda assim eu escolheria amar você,
e se o mundo inteiro decidisse girar ao meu redor,
ainda assim eu escolheria ser inteiramente seu.
É assim desde que descobrir que é inevitável não te amar.

quinta-feira, 28 de agosto de 2008

Um pouco do que sinto

Desde que te conheci, tenho feito uma ponte de pedrinhas feitas de sonhos,
pra chegar a você, pra não me tornar uma lembrança,
pra quem sabe um dia acordar ao seu lado em me sentir a pessoa mais feliz,
pra quem sabe um dia te amar da forma que você sempre quis.
Não que eu tenha planos, ultimamente tenho me sentido,
como se nunca tivesse me apaixonado,
e cada vez que te ligo minha vontade é te dizer,
que queria ficar com você pra sempre,
ficar do seu lado sem precisar falar e sem deixar você sem graça.
Mas de tudo eu só quero que você se sinta feliz,
porque tudo que tenho eu dou a você,
mesmo quando nem te ouço meu pensamento dança com você,
e meus momentos ficam tristes,
por não poder ouvir seu coração bater,
por não rir das suas piadas que eu finjo não ter graça.
É que dizer que você foi meu Sol brilhando no meio temporal,
é quase inevitável,
é que dizer que você é um sonho que pensei ser inalcançável,
é quase imposssível.
Eu sigo assim pintando estrelas que façam brilhar,
o dia que caminharemos juntos sem ter hora pra chegar,
eu sigo desenhando a chuva que nos molhará,
no dia em que te beijar, no dia em que meu olhar no seu se encontrar.

domingo, 24 de agosto de 2008

Queria tanto

Queria tanto que o mundo parasse de girar,
só pra que eu pudesse ver de novo seu sorriso sem graça,
só pra poder sentir o jeito que você segura minha mão.
Queria tanto que o relógio deixasse de existir,
só pra poder ficar abraçado com você,
só pra poder te beijar,
só pra poder ter a certeza que eu quero ficar ao seu lado minha vida inteira.
Queria tanto que o tempo soubesse o que é amar,
só pra que eu pudesse atravessar o mar de novo pra ver seus olhos os meus... encontrar,
só pra que ao te ver eu pudesse definir se era um sonho ou real,
se realmente a princesa se apaixona pelo sapo,
ou se isso tudo só é história que virou lenda.
Queria tanto que seu ônibus não passasse,
só pra sentir seu coração bater mais perto do meu,
só pra te abraçar como namorada sendo você uma amiga,
só pra voltar pensando em como valeu a pena enfrentar um corpo quente que sente frio.
Queria tanto te ter de novo e quem sabe te ter pra sempre,
te ter pra fazer compras imaginárias,
pra te contar minhas piadas sem graça,
pra te fazer ouvir minhas histórias chatas batendo com palitinhos na mesa,
pra te dizer que já não tenho como não gostar de você,
e ver seu olhar se desviar por não saber o que dizer.
Queria tanto você, de tal forma que não saberia te dizer,
mas o que sei dizer é que vou fazer de tudo,
não pra que você saiba que o que sinto é verdadeiro,
mas pra que você se sinta amada como você nunca foi.

quinta-feira, 21 de agosto de 2008

Só por não conseguir te esquecer

Só por não conseguir te esquecer,
eu fico acordado pensando em como eu trocaria os dias no calendário,
pra estar de novo com você,
pra ficar ao teu lado enquanto a chuva cai,
enquanto seu sorriso me distrai.
Só por não conseguir te esquecer,
eu fico querendo te ligar e ouvir sua voz por horas e horas,
pra quem sabe assim te ter mais perto de mim,
pra quem sabe assim meu coração ao ouvir sua voz,
se satisfaça em ouvir a única canção que o faz feliz,
e eu possa fechar meus olhos ao ouvir você dizer,
que está com saudades de mim.
Só por não conseguir te esquecer,
eu fico sem sono escrevendo coisas que você não vai entender,
fico formando frases pra te dizer te amo de outras formas,
pra dizer que já nem consigo não pensar em você,
pra te dizer que mesmo que você não acredite que gosto tanto,
ao menos eu tentaria por toda minha vida te fazer a mulher mais feliz.
Só por não conseguir te esquecer,
fico querendo te encontrar a cada instante
pra poder segurar tuas mãos,
olhar nos teus olhos,
e ver que não te conheci pra dizer adeus,
ver que mesmo que você tenha medo de se machucar,
eu já estou lá embaixo pra te segurar.
Só por não conseguir te esquecer,
fico como um tolo apaixonado,
esperando o telefone tocar,
uma mensagem tua chegar,
esperando um desenho das minhas mãos segurando as tuas,
dos meus pés caminhando ao lado dos teus,
do mesmo sonho se realizando,
esperando o desenho dos meus olhos,
dizendo que já não consigo deixar de pensar em você.
Só por não conseguir te esquecer,
eu pego o telefone, com vontade de te ligar, mas não ligo,
eu escrevo seu nome nas últimas folhas do caderno,
como se fosse um sapo diante de uma princesa,
como se fosse um plebeu diante da realeza,
sou eu tentando encontrar um jeito de te impressionar,
e dizer o que sinto, mas que sem sucesso sigo repetindo,
que eu gosto e como gosto continuo a gostar.
Só por não conseguir te esquecer,
queria que cada momento ao teu lado fosse eterno,
e te ter longe fosse a exceção e não a regra,
mas pareço querer reviver cada momento registrado na fotografia.
Só por não conseguir te esquecer,
eu quero ficar com você,
quero ser bem mais que um detalhe de tinta na sua vida,
quero ser alguém que se perde ao se encontrar dentro de você,
e cantar cançoes que dizem,
que do mundo inteiro eu dedicaria minha vida ao teu lado,
pra ser cada minuto da sua vida.
Só por não conseguir te esquecer,
eu sigo repetindo que gosto de você.

terça-feira, 19 de agosto de 2008

Me diga

Me diga se na verdade você acorda pensando em mim,
ou se só eu que sonho com você.
Abra meus olhos para que eu deixe mesmo de ficar pensando em você o tempo inteiro,
porque já não consigo planejar sem te ter nos meus planos.
Me diga se isso está acontecendo mesmo,
ou se ao acender das luzes o filme vai acabar,
porque eu já não quero largar tuas mãos,
sem que nosso filme tenha um final feliz.
Abra meus olhos para as dificuldades,
porque até agora eu só consigo imaginar todas as formas pra te fazer feliz.
Me diga se eu tenho mesmo alguma chance de ser parte do seu mundo,
porque o meu já tem girado ao seu redor,
e se meus pés fora do chão te assustam,
segure forte minha mão pra que eu não sonhe um sonho sozinho.
Abra meus olhos pois o que tenho sonhado é um sonho de mãos dadas,
o que tenho sonhado é rabiscar meu nome e o seu na areia,
é prefirir trocar um dia inteiro por um momento que seja, ao seu lado,
é querer que o tempo passe rápido quando estamos longe,
e quando eu te encontrar fazer de tudo para que o relógio fique parado.
Me diga se em algum momento você perde o sono pensando em mim,
ou se só eu fico de um lado para o outro imaginando a felicidade de ter te encontrado,
a felicidade de saber que mesmo longe eu posso dizer que estou inteiramente apaixonado,
e mesmo com medo de que o mar vire sertão te dar meu coração,
e gostar de você até se tornar amor e se tornando amor se tornar eterno.
Me diga sem nem ao menos dizer nehuma palavra,
porque tudo que sinto já não encontro palavras pra te dizer.
Me diga mesmo com o seu silêncio,
porque meu silêncio grita por você.
Me diga de alguma forma que eu não sei dizer,
que você nasceu pra mim e eu pra você.
Me diga se você vai abrir meus olhos,
para juntos olharmos na mesma direção.
Me diga qualquer coisa,
porque eu to dizendo tudo que quer meu coração,
e já nem tenho palavras pra te convencer,
e nem tantas qualidades pra chamar sua atenção,
mas te amaria pra vida inteira,
inteiramente até não ter fim,
porque sem você acaba faltando algo em mim.

domingo, 17 de agosto de 2008

Só por mim

Se de todos eu ainda assim tiver um pouco da tua atenção,
e puder te chamar de Pai mesmo depois dos meus erros,
me render quando tudo ao redor ruir,
eu serei então o filho mais feliz.
Estive perto e me afastei,
pensei estar segurando tuas mãos,
mas quão longe cheguei,
e se me sinto como alguém na beira do caminho,
me lembro que ainda tenho chance,
de gritar teu nome,
ter teu toque e te ver mais uma vez.
Forço-me a não deixar que as lágrimas caiam,
pois quem sou eu pra querer chamar tua atenção,
sinto como se negasse Jesus junto com a multidão,
e o que mais dói é saber que Ele faria tudo de novo,
só por mim.
Dói saber que os cravos que prenderam suas mãos na cruz,
foram para que as minhas mãos fossem livres pra tocar a dEle,
eu fico assim sem jeito ao pensar na coroa em Sua cabeça,
pra que eu pudesse pensar em um futuro bom.

quinta-feira, 12 de junho de 2008

Minha Cura (Redação do seminário)

Nenhum médico pode explicar um milagre, afinal o ser humano por mais que tente só pode viver o miilagre e não explica-lo com seus métodos e conceitos.
Dada tal circunstância, vivi um milagre quando tinha apenas cinco anos de idade, ainda era uma criança sem muito entendimento, sem saber ao certo o que é Deus ou o que não é, sendo assim não poderia eu ter fé para acreditar em curas, mas foi exatamente o que aconteceu.
Uma febre muito alta tomou conta do meu corpo, em uma noite muito fria, lembro vagamente dos acontecidos naquela semana, mas lembro claramente do desespero da minha mãe ao reparar que minha febre não cessava, lembro também de temer algo que pudesse acontecer já que minha mãe era enfermeira e não estava tão segura em relação a essa febre que só aumentava.
Meus olhos se fecharam quando caminhávamos para algum lugar, desmaiei, e só me lembro então de estar pulando no banco da igreja no momento final do culto, ao som de um louvor, não sei realmente o que aconteceu, apenas sei que estava enfermo e havia sido curado, que meus olhos se fecharam talvez querendo até mesmo não mais abrir, mas agora estavam abertos.
O que vemos então ao nosso redor senão curas e milagres, pessoas que antes não andavam e hoje correm, seria então mais um motivo para acreditarmos que Deus não mudou e se não mudou, nossa fé diminuiu.

Obediência: a maior exigência de Deus (Redação do seminário)

Ele só tentou ser alguém mais feliz, sem se importar com o que falavam dele, mas quem disse que seria tão fácil assim?
Sua rotina era simples, seu jeito um pouco complicado, mas seus passos só o levavam a uma direção: obediência.
Ao mesmo tempo que tinha vontade de falar tudo que pensava, ele era sensível a voz de Deus que o mandava se calar, no final das contas ele sabia que o melhor a fazer era obedecer, melhor até mesmo do que sacrificar.
Um dia Deus o fez refletir sobre uma escolha que ele deveria fazer, uma escolha que mudaria toda sua vida, ele ficou entre a solidão humana e a satisfação espiritual, Deus claramente pediu que ele escolhesse a satisfação espiritual, afinal o reino é mais importante que as demais coisas, que com o tempo vão sendo acrescentadas.
Era bem mais do que só abrir mão, era olhar para o futuro e ver todas as possibilidades, era olhar para o passado e ver todos os momentos e era olhar para o presente e ter que fazer uma escolha.
E assim ele escolheu se satisfazer espiritualmente, passar por alguns momentos de solidão, por algumas críticas e calúnias, teve que levar o mundo de uma decisão certa aos olhos de Deus, mas absurda aos olhos dos homens, porém nunca carregou sozinho esse mundo, nunca nem por um momento se arrependeu de ter escolhido obedecer a vontade de Deus.

Expectativas Quebradas Parte 2 (Redação do seminário)

São dias iguais, são as mesmas vinte e quatro horas para todos nós, então como podemos ser tão diferentes? Será que nosso mundo é tão desigual? Que somos tão insuficientes para fazer alguém se sentir bem?
Muito se diz a respeito de não se importar com opiniões alheis, mas bem da verdade, todos nós prefirimos os elogios do que as críticas, preferimos que falem a nosso respeito coisas boas, coisas verdadeiras, mas e quando agradar ao próximo se torna tão impossível quanto tentar chegar a Lua saltando?
Pelo que sei a bíblia relata que temos que amar nosso próximo como a nós mesmo, uma tarefa fácil se olhamos para o amor que Cristo tem por nós, contudo podemos claramente reparar a dificuldade de realmente amar quando olhamos para o nosso próximo, olhamos para o que ele faz, reparamos se ele nos corresponde ou se nos trata como um carta fora do baralho.
Temo ter que concluir afirmando que não amamos como deveríamos, queremos sempre de alguma forma impor nosso padrão, queremos que as pessoas tenham nosso estilo de vida, e se não tem, não servem, e fatalmente acabamos desistindo de alguém que Deus nunca vai desistir.
Como definir amor se muita das vezes o que sentimos uns pelo outros nada mais é do que deveres e direitos, se você fizer isso, você tem direito a aquilo e se não fizer infelizmente o final da fila te aguarda.
Corresponder a Deus fica então mais fácil e mais simples do que esperar que as pessoas não nos julguem, acabamos entrando em um tribunal mesmo estando ausentes, não somos convidados a expressar nenhuma palavra já entramos sentenciados a condenação, a punição vai desde o desprezo até os risos falsos de quem diz amar, mas não nos suporta.
Repito na esperança que alguém possa mudar, o padrão de Deus é Cristo e como Cristo amou assim devemos nos amar, seguir esse padrão seria ao menos mais justo com pessoas como eu que tem um padrão baixo, com muitos defeitos, mas com enorme potencial e vontade de mudar.

quinta-feira, 5 de junho de 2008

Expectativas Quebradas

"E se não conseguirmos agradar a todos?"
Eis então uma questão que me surpreende, por mais que você faça, nunca será o bastante para te colocar distante do precipício do erro, e um erro quebra todos os acertos.
Não faz o menor sentido pra mim ter que carregar um mundo inteiro nas costas, quando o próprio Jesus garante que seu jugo é suave e seu fardo é leve, mas mesmo assim por algumas razões, somos feitos de vidro, e quebramos no momento em que não correspondemos uma expectativa.
Imagino como Deus vê essas situações, o Deus que nunca desampara, o Deus criador de todas as coisas, o Deus que não desiste, como Deus vê nossos fracassos, como Ele lida com nossas frustações, em qual lugar está escrito ou ao menos implícito que Deus nos abandona ou se faz indiferente em meio à nossas falhas?
Preciso aprender tantas coisas, mas talvez uma das que aprendi e mudou toda minha maneira de encarar os fatos, é que no final só uma opinião importa, a opinião de Deus.
Podemos nós chegar a tal ponto de esquecer que o que realmente importa é agradar a Deus?
Nossa soberba acaba se disfarçando de santidade, quando na verdade as duas andam em direção oposta, queremos colocar Deus em uma caixa de sapatos, assim como colocamos as pessoas, se aperta nosso pé guardamos na caixa, e dizemos humildemente de peito estufado: não podemos caminhar juntos. Santos demais para lembrar de caminhar mais uma milha.
Não que sejamos fortes o bastante para viver uma vida sem se importar com o que os outros falam, nem mesmo o maior mentiroso consegue se enganar dessa maneira, mas no final das contas vão falar coisas que nem mesmo você sabia, e a novidade sobre você, também te surpreenderá, mas até que ponto nos confortaremos com a bem aventurança que Jesus disse em Mateus 5:11 "Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguirem, e, mentindo, disserem todo o mal contra vós, por minha causa."
Na verdade o bom tapinha nas costas existirá até o dia em que você corresponder as expectativas, no dia em que você falhar, o final da fila te aguarda novamente, o que me deixa feliz é saber que Deus não é assim, nós erramos, nos arrependemos, e logo depois Ele diz: Já me esqueci.

sábado, 31 de maio de 2008

Deus é suficiente

Penso bem em minhas decisões,
olho pra trás e vejo quanta coisa tive que abrir mão,
não que me arrependa ou que sinta dor,
mas reflito no que ainda está por vir.
Deus me deu uma visão,
a luz do Sol brilhando sobre mim em meio a tempestade,
mas questiono-me quanto a todos que poderiam simplesmente,
estar sobre a mesma luz que estou,
sentido o calor, a segurança de poder estar sendo cuidado por Deus.
Mas caminhamos assim tentando encontrar o caminho,
andando completamente vendado na escuridão,
escuridão de sofismas e pensamentos,
que só nos afastam, só nos matam.
Não que eu saiba tudo, ou que tenha sido predestinado para mudar tudo,
mas uma coisa tenho em mente e é uma certeza que me faz acordar todos os dias,
a certeza que Deus me escolheu,
e essa certeza tira de mim toda a necessidade de precisar de um outro alguém,
como o encaixe perfeito da felicidade.
Creio que nossa liberdade nos aprisionou de tal forma,
que já nos conformamos com o olhar contínuo da nossa janela de felicidade,
e Deus tem bem mais, do que um namoro, do que uma música ou até mesmo sucesso.
Expresso-me como alguém que grita, pois ficamos surdos em meio aos nossos sonhos,
nos vestimos de fraco, acalentamos em nosso seio a idéia,
de que Deus não é tão suficiente quanto dizemos.
Quero simplesmente concluir com a firme confiança de que Deus é suficiente.
Suficiente quando nos falta tudo, quando estamos sozinhos,
quando o mundo acorda sorrindo e o que mais temos é abundância,
ou mudamos o foco ou Deus será insuficiente para nós,
o Deus que faz transbordar o cálice, que dá sempre mais que o bastante,
será insuficiente.

sábado, 17 de maio de 2008

Deve existir alguém

Deve existir alguém, que faça valer a pena,
em algum lugar onde o Sol nasce sorrindo,
onde dizer eu te amo é a primeira frase na melodia,
alguém que não se apóia nas decisões alheias.

Deve existir alguém que esteja sonhando os meus sonhos,
que queira estar comigo sem se preocupar com a chuva que cai,
que já trocou as armas do medo pelo abraço.

Deve existir alguém que não seja tão perfeito,
a ponto de exigir perfeição,
de querer encontrar um caminho de rosas sem espinhos,
de fortalezas sem muralhas,
de não querer amar sem nem ao menos fechar os olhos,
e imaginar as risadas sem motivo,
só por ter encontrado alguém que a faça feliz.

Deve existir alguém que não vai sair da minha mente,
que vai colorir um céu nublado,
que vai me fazer querer estar só com ela,
mesmo que eu esteja no meio de todo mundo.

Deve existir alguém que minhas canções,
nunca vão conseguir definir,
que faça as horas terem vontade de congelar,
se arrependerem de passar.

Deve existir alguém que só tenha olhos pra mim,
que não precisa se fazer forte ao mentir,
que queira ser meu amor pra vida inteira,
e tenha coragem de gritar seu amor para o mundo inteiro ouvir,
sem deixar as chances escorrerem pelas mãos,
ao dizer nunca amar.

Deve existir alguém que ainda acredite no amor,
ainda acredite em princípes e princesas,
em castelos e finais felizes,
que acredite que eu existo e procuro,
por alguém que talvez possa existir.

Deve existir alguém nesse mundo inteiro,
que queira ser a única flor do jardim,
e a mais bela por sinal,
queira ser a canção simples do bater de um coração,
que queira ter alguém pra conversar,
quando o mundo inteiro não quiser ouvir.

Deve existir eu sei, em algum lugar que não sei,
pensando no dia que os olhos vão se encontrar,
que as mãos nunca mais vão se largar,
e o final do filme será feliz,
simplesmente por esse alguém existir.

terça-feira, 13 de maio de 2008

Quando as canções cessam

Se meu olhar te procura,
e triste retorna sem te encontrar,
descubro em mim,
a necessidade de não conseguir viver sem Ti.
As canções cessaram,
todos se foram,
e agora somos só nós dois.

Tudo novo, é assim que vai ser,
caminhos onde não há,
deixo o passado pra trás,
pois só tenho o hoje e nada mais.

Se minha voz se calar,
e eu não tiver forças,
descubro que dentro de mim,
mora o Deus que sara feridas,
e eu posso viver o resto da minha vida.

O Sol não deixou de brilhar

Estive pensando nisso tudo,
que ninguém consegue esquecer,
nos dias frios dos que estão só,
na fome de abraços,
de quem perdeu alguém.

Não há distrações,
quando os sonhos se frustam,
não há indiferença,
quando os planos fracassam.
Mas o Sol brilha acima do temporal,
e não há noite tão escura,
para que não haja estrelas.
Estive pensando em mim mesmo,
nas decisões difíceis de tomar,
no gosto amargo de não saber o que fazer,
nos momentos de dor,
que parecem passar lentos.

Mas apoio-me na idéia,
de que tudo se fez novo,
que seu cuidar é absoluto,
que o Sol não deixou de brilhar.

Decisões (O ontem foi a um segundo atrás)

Minhas decisões,
fazem o curso do rio mudar,
e o agora é o único momento,
que posso me dedicar.
E eu só pulo se você pular,
só vou se você for.

Como o espelho que reflete,
minha imagem,
assim são as sementes,
das minhas decisões.
Cada fogo que queima,
cada vento que se vai,
se for ontem,
já não posso mudar mais.

Meus instantes,
fazem a história ter um novo final.
No livro da minha vida,
as palavras ainda estão sendo escritas.
E eu só pulo se você pular,
só vou se você for.

Então deixo seus olhos guiarem os meus,
Então deixo seus passos serem os meus...

sábado, 10 de maio de 2008

Deixa eu ser seu amor pra vida inteira

Deixa eu te dar meus sonhos,
pra que você pinte da cor que quiser.
Seja minha princesa do sorriso mais bonito,
dona da história mais linda,
das mãos que não se deixam,
dos planos que se encaixam ao te encontrar.
Deixa eu te amar como você deve ser amada,
quero ser acordado pelo seu bom dia,
e ir dormir com você ao meu lado,
e a cada instante está cada vez mais apaixonado.
Fique comigo até passar o temporal,
deixa eu te levar em casa,
dizer que te amo e fazer você sorrir.
Quero ficar até tarde pensando,
em como é bom te encontrar,
imaginando como pude viver esse tempo todo sem você,
e encontrar todas as certezas,
de que sem você eu não consigo viver.
Deixa eu encontrar as estrelas do céu da sua boca,
ser o motivo do brilho dos teus olhos,
ficar te amando por toda minha vida,
te dar flores mesmo sabendo que de todas elas,
você sempre vai ser a mais linda.
Deixa eu fazer tudo pra que você seja feliz,
dizer tudo que você sempre quis ouvir,
te abraçar quando o frio chegar,
e na despedida não deixar você partir...não sem mim.
Me encontre em teus pensamentos antes de dormir,
sinta meu gosto ao lembrar do mar,
me sinta ao ver o Sol se pôr,
porque talvez o mundo peça,
pra que eu o gire duas vezes em só dia pra te fazer feliz,
e eu não sou super herói,
mas te prometo viver cada momento sendo seu amor pra vida inteira.
Fique ao meu lado e deixe eu sempre com você ficar,
e quando tudo desabar ao redor,
aguarde que irei te buscar,
pois já não sei viver sem ter teu doce tom,
sem sua mão a segurar a minha,
meus sonhos sem se entrelacarem aos teus.
Deixa eu ser seu amor pra vida inteira.

quinta-feira, 8 de maio de 2008

Queria te dizer pessoalmente

Quem me dera ter palavras bonitas pra te dizer,
quem me dera ser alguém melhor pra agradar você,
mas tudo que faço parece me afastar,
e se fico longe,
vejo tudo desabar.
Nem sei se podes me ouvir,
é que quase não consigo respirar,
meu mundo de sorrisos se transformou em uma tristeza,
que não consigo explicar.
Sei que vives pra sempre e seu amor não tem fim,
mas em meio ao Sol parece tudo tão escuro,
e eu tenho tantas pessoas pra conversar,
mas não consigo dizer nada,
se só Tu podes me ajudar.
Estou sangrando e não sei onde me feri,
meus inimigos se uniram pra rir de mim,
e embora o justo não mendige o pão,
eu tenho suplicado por um pouco de atenção,
pois só teu cuidado me trás a alegria de viver,
me faz ver que o Sol brilha acima do temporal.
É que meus sonhos são tão irreais,
e eu sou tão pequeno diante de tudo que sonho,
e eu queria dizer-te isso tudo pessoalmente,
mas nem digno sou de entrar em tua presença,
ainda sinto o gosto da poeira,
sim eu sei que Tu me estendeste a mão,
mas os rastros de uma queda ainda são profundos no meu coração.
E não há ninguém como Tu,
como poderia eu chegar ante a Ti, tão machucado,
com uma tristeza fantasiada de sorrisos,
se Você tudo vê?
E não há ninguém que se compare a Ti,
minhas palavras não formam frases,
e eu forço minhas lágrimas a ficarem nos meus olhos,
porque já não entendo como ainda posso magoar você.
Mas só quero que você saiba que te amo,
que ainda que não se realize nenhum dos sonhos,
estar perto de Ti ainda é meu maior prazer,
e ouvir teu Santo Espírito é minha melhor canção,
só quero que saiba que ainda te amo,
como jamais poderia amar outro alguém.

quarta-feira, 7 de maio de 2008

Eu só quero encontrar meu amor

Eu só quero encontrar meu amor,
me encontrar em seus sonhos,
me agarrar as suas mãos,
e viver um amor pra vida inteira.
Conte me o porquê dos amores acabarem,
sem ter ao menos um final feliz.
Deixe-me aqui tocando meu violão desafinado,
inventando canções e fazendo acordes errados,
pois hoje eu só quero encontrar meu amor,
escutar uma voz que no silêncio vai dizer eu te amo,
ficar abraçado por horas enquando a noite cai.
O filme acabou, eu sei, mas quero ficar aqui,
quieto...
Esperando a hora da música recomeçar,
das frases marcantes voltarem para o lugar,
esperando a princesa pensar em mim,
esperando que ela não deixe de acreditar,
que eu não paro de pensar nela.
Eu só quero encontrar meu amor,
não importa se na chuva ou no pôr-do-Sol,
apenas alguém para amar com a intensidade do calor de um deserto,
amar com a satisfação de ter encontrado o caminho para a felicidade.
Eu só quero encontrar meu amor,
ao sair feche a porta do quarto,
as lágrimas que caem,
são de uma saudade de momentos que ainda não vivi,
os poemas que escrevo são destinados a lugar nenhum,
para uma pessoa chamada ninguém,
e me perdoe se eu te olhar apaixonadamente sem nem ao menos te conhecer,
é que hoje acordei querendo encontrar meu amor,
acordei querendo acabar com o tom cinza do meu dia nublado,
abrir a janela para um dia ensolarado.
Eu só quero encontrar meu amor,
ainda que quando ela me olhe eu disfarçe,
mesmo eu tendo reparado no jeito que ela mexe no cabelo,
no jeito que ela morde a boca,
no jeito que quando não estou olhando ela me olha.
Eu só quero encontrar meu amor.

sábado, 3 de maio de 2008

Contigo estar

Quero que brote em meu coração,
a esperança de Habacuque e a fé de Abraão.
E que eu possa depender só de Ti,
assim como fez Davi.
O anelo de minha alma é tocar-te,
andar lado a lado como Enoque,
ouvir seu coração bater assim como João,
e ser aquele que Tu amas.
Pois sinto que Contigo as muralhas são como pequenas pedras,
e que os mares se perdem dentro de uma pequena poça dágua.
Quero que minha sabedoria seja sempre gaguejar diante de Ti,
por não saber o que dizer,
por não saber como agradecer,
agradecer por tão grande salvação.
Quero ser tomado por um redemoinho,
ver seu exército de fogo ao meu redor,
mas como Abel te oferecer meu melhor.
Pois eu sinto que Tu És meu ar, meu melhor amigo,
Tu És minha chuva no deserto,
a única pessoa que fica ao meu lado,
quando não tenho ninguém por perto.
Quero pular ao mar pra te encontrar na praia,
correr pra ver seu túmulo vazio,
apascentar tuas ovelhas por tanto te amar.
A porta abrir, contigo a mesa ceiar,
e pra sempre te adorar.
E que venham os açoites, e as perseguições,
que se aproxime a morte, e as tribulações,
que me deixem na prisão como Paulo,
ou me deixem em uma ilha assim como fizeram com João,
só não quero ficar longe de Ti.

quarta-feira, 2 de abril de 2008

Não sei como não te amar

Eu já nem sei mais,
como te dizer,
palavras minhas,
seriam pouco pra te convencer.

Eu acredito no Sol,
mesmo quando ele não aparece.
Eu acredito em Ti,
mesmo quando em silêncio permanece.

Vou abrir meus braços e gritar,
para o mundo inteiro ouvir.
Vou fechar meus olhos e expressar,
que não posso viver sem Ti.
Eu já nem sei mais,
como não amar você,
tudo que eu quero,
se resume em te querer.

sexta-feira, 14 de março de 2008

Antes que o dia termine

Bem mais que o ar,
eu tenho a necessidade,
de te ter por alguns momentos,
antes que o dia termine.

A esperança que tenho,
é que de alguma forma,
mesmo que a tempestade não passe,
ela vai me levar pra perto de Ti.

Então me perderei em Ti,
e ficarei noites inteiras,
pensando me teu imenso amor.

Bem mais que a vida,
eu tenho o desejo,
de ao me perder em teus braços,
me encontrar no teu olhar.
E te amar mais que tudo...

quinta-feira, 13 de março de 2008

Sem você

Tudo que tenho se resume em você,
sem tua presença o mais próximo é o fim.
Tudo que quero tenho ao te ter,
sem tuas mãos,
sou como eu sem mim.

Não me deixe viver sem te sentir,
não me deixe viver sem te ouvir,
não me deixe viver sem te ver,
não me deixe viver sem você.

Porque te conhecia de ouvir falar,
mas hoje os meus olhos te vêem.
Porque bem sei que tudo podes fazer,
e seus planos não se frustarão.

Não me deixe viver sem te sentir,
não me deixe viver sem te ouvir,
não me deixe viver sem te ver,
não me deixe viver sem você.

Sem você...

Dias diferentes

Esses dias são diferentes,
de todos que já vivi,
e hoje é só mais um,
daqueles dias pra nao desistir.


Abri a janela pra respirar,
é que algumas coisas,
estam simplesmente fora do lugar,
e um erro pode pôr abaixo,
uma vida de acertos.


Eu olho dentro dos teus olhos,
encontro forças pra caminhar.
consigo até pisar,
nos escombros da muralha,
se estou junto a Ti.


E eu estou deixando pra trás,
bem mais que palavras irreais.
E eu estou deixando pra trás,
bem mais de ser quem eu sou.
Estou indo de encontro,
ao que queres de mim.