sexta-feira, 9 de novembro de 2007

Vales

Meus pés tocam o vale,
mas minhas mãos,
não largam as tuas.
Minhas lágrimas,
assaltam meus olhos,
mas teus feitos me lembram,
que minha vida é toda tua.


Teus pensamentos são,
bem mais altos que os meus,
se no vale estou,
que seja esse o centro da vontade de Deus.

Meus joelhos tocam o chão,
mas nessas horas,
mais alto é o som do teu coração.
Minhas voz desaparece,
mas teu amor me lembra,
que estas comigo sempre.

Nenhum comentário: